Enquanto a pandemia derrubou a locação de imóveis comerciais, deixando mais de 20 salas vazias a cada cem disponíveis em São Paulo, um ponto próximo da capital paulista chama atenção por vivenciar uma realidade bem diferente. A Vila Helio, um conjunto de lojas e de escritórios no centro de Mogi das Cruzes, tem todos os seus 116 imóveis ocupados e ainda com fila de espera.

O que explica esse alto interesse? Um amplo projeto de revitalização, que transformou uma antiga vila residencial em um novo polo gastronômico, de lazer e de serviços no coração desta cidade da região do Alto Tietê.

Da Ucrânia para Mogi

A Vila Helio foi construída em 1951 por Helio Borenstein, imigrante ucraniano que chegou a Mogi há um século, fugindo da perseguição aos judeus em seu país e com muito pouco dinheiro no bolso. Depois de alguns anos trabalhando no comércio local, ele abriu sua própria loja e, conforme prosperava, passou a comprar e construir imóveis.

Inicialmente, a Vila Helio era um conjunto de casas residenciais, onde viveram famílias com boa situação financeira. Anos depois, com o centro de Mogi se tornando mais comercial, os imóveis passaram a ser lojas também.

Em 1988, Marcos Borenstein, um dos filhos de Helio, fundou a Marbor Administração e Negócios, focada na locação de imóveis. Nos anos 90, construiu junto à Vila Helio dois edifícios comerciais, Maria Antonieta e Loloya, que tiveram grande sucesso de ocupação. E em 1997, foi inaugurado outro empreendimento na mesma quadra: o Hotel Marbor, com 105 apartamentos.

Na década seguinte, os três filhos de Marcos Borenstein (Tatiana, Helio II e Larissa) começaram a trabalhar na Marbor. A partir de 2013, iniciaram um processo de reposicionamento dos negócios imobiliários, com a revitalização da Vila Helio e um retrofit do Hotel.

As antigas casas da Vila Helio e toda a área do entorno ganharam um novo conceito de paisagismo, em estilo toscano. A vila também passou a contar com um espaço de eventos corporativos e festas, a Alegratto.

Elogios dos comerciantes

Hoje, a Vila Helio conta com novos bares, restaurantes, lanchonetes, cafés e até livraria. Também promove eventos abertos ao público nos finais de semana, como shows de música e feiras de artesanato. E comerciantes se mostram satisfeitos com o novo centro gastronômico e de lazer.

“Optamos por abrir o nosso negócio na Vila Helio porque se trata de um espaço bonito, aconchegante e familiar, gostamos muito do local e decidimos investir”, conta Bruno Marcos Silva de Assis, sócio-proprietário do O Gringo Bar e Espetaria.

Camila Santos Mazia, proprietária do A Eólica Bookbar, uma livraria com cafeteria e wine bar, concorda. “O ambiente da Vila Helio é bem atrativo e a estética combina com a nossa proposta, por isso escolhemos este charmoso espaço”, comenta.

Os elogios também vêm dos locatários de salas comerciais dos dois edifícios locais. “Escolhi a Vila Helio pela sua excelente localização e também pela boa energia da região, que é muito benéfica para o tipo de atendimento que realizamos”, explica Cláudia França, que no início de 2022 inaugurou o Espaço Lunar Cláudia França, especializado em terapias holísticas.

Surge um novo ponto turístico

Além de atrair comerciantes e prestadores de serviços, a vila também se tornou um novo ponto turístico. “A revitalização da Vila Helio recolocou o centro de Mogi como opção de lazer para as famílias da cidade e também da Grande São Paulo”, ressalta Tatiana Borenstein, diretora do Grupo Marbor.

Ela lista os atributos da Vila Helio para os visitantes. “Além de toda estrutura e charme deste novo polo, com as variadas opções de gastronomia e eventos, a localização é privilegiada, com fácil acesso por transporte público (terminal de ônibus e estação de trem próximos) e estacionamento para clientes no local. E ainda contamos com segurança particular”, destaca.

Recentemente, a Vila Helio foi incluída oficialmente no roteiro de pontos turísticos da cidade. “Este é um feito que perpetua o compromisso de nossa família com o desenvolvimento de Mogi, iniciado há um século pelo nosso avô, Helio Borenstein”, diz Tatiana.

Com o sucesso do projeto, a Vila Helio agora está sendo ampliada, com a construção de novas salas comerciais. E o Grupo Marbor também considera realizar projetos semelhantes de revitalização de outras áreas comerciais, inclusive em outros municípios. “Estamos abertos a propostas de interessados”, afirma Tatiana.

Para saber mais sobre a Vila Helio, siga em https://www.instagram.com/vilahelio/