Em um país tão diverso quanto o Brasil, é importante respeitar, entender e conhecer as diferentes culturas que o compõem. Quando o assunto é a cultura japonesa, especialmente intrínseca no cotidiano dos brasileiros, conhecer um pouco da história por meio de filmes, livros, mangás e animes pode ser uma forma de despertar novos interesses, especialmente no período de formação das crianças e jovens.

Conhecer alguns termos e palavras principais na língua japonesa também é uma forma de saber mais sobre o país, além de ajudar a se sentir mais próximo da cultura. Dentre as principais expressões cotidianas, que podem ser ouvidas em muitas produções para TV e cinema, estão o ohayo (bom dia), konnichiwa (boa tarde), kombanwa (boa noite), arigato (obrigado) e gomennasai (desculpe), além do sumimasen, que significa um “com licença”, mas num misto de gratidão com humildade.

Para quem busca referências culturais, é possível recorrer a sites e instituições especializados na cultura nipônica, como é o caso da Japan House São Paulo, que disponibiliza diversos vídeos em seu canal no YouTube sobre lendas, contos e atividades ligadas ao universo japonês. Algumas das lendas e histórias tradicionais disponíveis na plataforma online, em vídeos legendados e com tradução em Libras, são opções lúdicas e divertidas para apresentar crianças e adolescentes, já habituados ao universo dos mangás e animes, aspectos e valores do cotidiano do Japão.

Entre os exemplos, alguns contos produzidos em parceria com a Japan Society New York como o conto da “Chaleira Encantada”, onde são narrados acontecimentos em torno de uma chaleira misteriosa, que esconde uma identidade secreta, somente revelada quando colocada no fogo por um monge; as histórias da Princesa Kaguya (Kaguya Hime), uma das lendas mais antigas do Japão, que fala sobre a vida dessa mulher misteriosa encontrada ainda bebê dentro de uma árvore. Já o conto de “Issunboshi, O Pequeno Guerreiro”, se assemelha à história do “Pequeno Polegar”, conhecida na cultura ocidental, e narra as aventuras do rapaz que parte do campo para viver na cidade grande. Em “Momotaro, o Menino Pêssego”, a história segue o protagonista em uma aventura para ajudar o seu povo e mostra o poder de compartilhar o conhecimento e o amor. Outro garoto também inspira a lenda de “Urashima Taro”, um jovem que vê sua vida mudar completamente após salvar uma pequena tartaruga das maldades de outros garotos.

Os vídeos, narrados por nomes como Mônica Salmaso e Moreno Veloso, são inspirados no kamishibai, tradicional teatro de papel japonês utilizado para contação de histórias através das gerações. Além deles, o canal da instituição no YouTube ainda oferece conteúdos voltados para brincadeiras tradicionais japonesas, artesanato, gastronomia e outras ações para aprender sobre a cultura japonesa, sem sair de casa.

Serviço:

YouTube da Japan House São Paulo

Conto A Chaleira Encantada

Conto da Princesa Kaguya (Kaguya Hime)

Conto Issunboshi, O Pequeno Guerreiro

Conto Momotaro, O Menino Pêssego

Conto Urashima Taro