A governança do turismo constitui-se em espaços de articulação dos atores sociais e de proposição, análise e monitoramento de políticas, planos e projetos para o desenvolvimento sustentável da atividade turística.

A Instância de Governança Regional – IGR Pantanal, criada a pouco mais de dois anos teve até agora ao apoio das prefeituras de Cáceres, Poconé, Nossa Senhora de Livramento, Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço e Porto Esperidião, a partir de agora com a adesão de empresários do setor turístico a IGR se constituiu pessoa Jurídica e terá como atores: empresas, associações, agências locais e regionais de governo, centros tecnológicos, universidades, agências de desenvolvimento do turismo, cultura, meio ambiente e social voltado à inclusão ao turista.

A entidade Jurídica foi reconstituída na recente reunião que ocorreu em Cáceres durante todo o dia de 09 de dezembro, quinta-feira.

O turismólogo da secretaria municipal de Turismo e Cultura da prefeitura de Cáceres, André do Couto, manifestou: “A IGR da região turística do pantanal matogrossense representa um grande avanço para que o turismo se fortaleça cada vez mais, sendo sustentável e com mão de obra qualificada na sua prestação de serviços”, assinalou. Por sua vez a secretária de Turismo de Cáceres, Alessandra Castilho, avaliou; “O trabalho dos parceiros se dá por meio da integração dos municípios, consolidando o desenvolvimento por meio de alianças e participação coletiva”, concluiu Alessandra.

Na ocasião o senhor José Marcos Carpes Vargas, então presidente da IGR (Região Turística Pantanal Mato-grossense), foi eleito presidente temporário da entidade jurídica.

“Esse foi um dos passos de nossa caminhada, já agendamos uma reunião para 17 de fevereiro em Santo Antonio de Leverger em nome da pessoa jurídica recém criada, para adesão de novos membros, adequação do Estatuto e Regimento, eleição da Diretoria. Tudo isso contribuirá para a valorização e potencialização do turismo existente, com ‘monetização’ da cultural local, identificando os pontos ainda não explorados do turismo regional”, declarou o presidente.

Segundo o Secretário Municipal de Turismo de Poconé, Manoel Salvador, a reunião foi ao encontro da necessidade do setor turístico dos municípios, tendo em vista os impactos causados devido a pandemia da covid-19 “Sabemos da potencialidade turística que o nosso município tem, sendo considerada o portal de entrada para o pantanal, precisamos debater a respeito de novas políticas publicas relacionadas ao setor, visando trazer meio de continuar alavancando o turismo em nossa região” finalizou o secretário.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta