As escolas estaduais de Mato Grosso paralisam as atividades neste 1º de Abril de 2022, sexta-feira. Manifestações estão agendadas em todo o estado. Na capital, o Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) convoca caravanas de profissionais dos municípios da Baixada Cuiabana para protestar, a partir das 14h, em frente ao Tribunal Regional do Trabalho em Mato Grosso (TRT-MT), no Centro Político Administrativo.

Os educadores cobram do governo o cumprimento da palavra feita no período de campanha. O calote nas promessas, do então candidato Mauro Mendes darão, o mote da mobilização estadual “Pega na Mentira”. Na pauta da mobilização priorizam três pautas: a recomposição do piso salarial estadual, com equiparação ao Piso Salarial Nacional Profissional (PSPN); a retomada da formação dos funcionários de escola, com curso profissionalizante para as respectivas funções (Profuncionário). E, o fim do confisco dos 14% das aposentadorias e pensões dos servidores, entre eles os da Educação.

“Estamos buscando abrir um canal de conversação e negociação com o governo. Estivemos na Assembleia Legislativa tentando intermediação do presidente da Casa de Leis, para ver concretizada as falas do governador Mauro Mendes. Na mídia, afirma estar aberto a negociar e, também diz, que os secretários estão autorizados a deliberar sobre pautas prioritárias das categorias. Contudo, a afirmação não se configura na prática”, ressalta o presidente do Sintep-MT, Valdeir Pereira.

A suspensão das atividades cobra respostas às pautas de reivindicações e não excluiu os passivos da RGA e da política da dobra do poder de compras da educação.  

SERVIÇO

O QUÊ – Paralisação dos trabalhadores da educação rede estadual de MT com o mote “Pega na Mentira”
QUANDO – sexta-feira, 1º de Abril, às 14h
ONDE – Em frente ao Tribunal Regional do Trabalho de Mato Grosso (TRT-MT), no Centro Político Administrativo, próximo ao Shopping Pantanal

Walney Rosa

Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.