SINÓP/LUCAS: Polícia Civil recupera carga de 50 toneladas de milho furtada

Uma carga de milho furtada em Sinop foi recuperada pela Polícia Civil, nesta terça-feira (24.08), em ação realizada pelos policiais da Delegacia de Lucas do Rio Verde (354 km ao norte de Cuiabá). Um homem suspeito de adquirir parte da carga foi preso em flagrante pelo crime de receptação.

As investigações iniciaram na segunda-feira (23), logo após a vítima registrar a subtração da carga na Delegacia de Sinop, comunicando o furto do caminhão trator, da carreta e da carga de milho de mais de 50 toneladas, avaliada em R$ 61,5 mil.

Após o registro dos fatos, a Polícia Militar de Sinop entrou em contato com a PM de Lucas do Rio verde informando que o veículo produto de furto deu entrada na cidade. Os policiais realizaram rondas e conseguiram prender o suspeito e recuperar o caminhão subtraído.

O suspeito, de 25 anos, foi conduzido à Delegacia de Lucas do Rio Verde, onde foi interrogado e posteriormente autuado em flagrante pelo crime de furto. Durante o interrogatório, ele confessou o crime e indicou o nome da pessoa responsável por receptar parte da carga.

Segundo as informações, após chegar a cidade o autor do furto anunciou a venda do milho em uma rede social, e logo em seguida um rapaz interessado na receptação da mercadoria entrou em contato. O suspeito queria apenas 10 mil quilos de milho, sendo negociado o valor de R$ 25 pela saca de 60 quilos, totalizando R$ 4 mil pelos grãos.

Em continuidade as diligências, os policiais da Delegacia de Lucas do Rio Verde foram até o local em que a carga subtraída. No local indicado, os policiais encontraram parte dos grãos defronte ao armazém e a outra parte ocultada nos fundos, já ensacada, e pronta para comercialização, totalizando 54,5 toneladas de grãos apreendidos.

Diante das evidências, o receptador da mercadoria foi conduzido à Delegacia e após ser interrogado pelo delegado Eugênio Rudy, foi autuado em flagrante pela receptação. A carga foi apreendida e será restituída a vítima..

Walney Rosa
Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados em jornais da Europa, Canadá e Estados Unidos. Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Entre obras já publicadas: A fé e o fuzil (A história de Doninha do Caeté); Boca da Noite (Ficção policial); Ei amigo (A história do Lambadão de Poconé).

Deixe uma resposta Cancelar resposta