Sinop é a 14ª no ranking das melhores cidades para se investir no Brasil

Sinop está na 14ª colocação das 100 melhores cidades do Brasil para se investir no setor agropecuário, apontada no estudo feito pela Urban Systems para a revista Exame. A pesquisa, que é feita anualmente, utiliza dados de todos os municípios da federação com mais de 100 mil habitantes – estimativa populacional feita pelo IBGE 2020 – o que totaliza 326 cidades e uma população de 121,9 milhões de habitantes.

“Nossa cidade está em franco desenvolvimento no setor da agropecuária e em outros. Esse estudo vem para comprovar o que quem é daqui já sabe, que estamos crescendo.”, afirma o secretário de Desenvolvimento Econômico, Klayton Gonçalves.

O estudo considera de 16 a 20 indicadores entre os do macro cenário e os específicos. Os do macro em sua maioria estão atrelados aos seguintes eixos: evolução do setor, oferta concorrente, impacto da pandemia no setor, demanda e/ou crescimento dela e infraestrutura complementar. Já entre os indicadores específicos estão: percentual dos empregos do setor com rendimento superior a 5 salários mínimos, crescimento da produção da lavoura permanente e temporária, produtividade, entre outros.

A cidade mostra a sua força no agro com o aumento da produção e, como é uma cidade polo, oferece infraestrutura e serviços em todas as áreas. Somente em área plantada de milho a cidade deu um salto na safra 19/20 e registrou 132.279 mil hectares, para a soja esse volume aumenta, são 165.447 mil hectares de área plantada – dados do IMEA (Instituto Mato-Grossense de Agropecuária), cedidos pelo Sindicato Rural de Sinop. “Isso com certeza reflete a força do agro que temos aqui”, explica o secretário.

Sinop obteve Índice de Qualidade Mercadológica (IQM) de 3.101 (máxima 10) e está na frente de cidades como Cascavel (PR, Londrina (PR), Mogi das Cruzes (SP, Birigui (SP), Santarém (PA), Goiânia (GO), entre outras. O IQM serve como parâmetro para a qualificação de um determinado mercado, sintetizando variedade de informações populacionais, comerciais, urbanísticas, econômicas e de infraestrutura. Além disso, tem o objetivo de hierarquizar as melhores áreas potenciais para investimento.

Walney Rosa
Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados em jornais da Europa, Canadá e Estados Unidos. Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Entre obras já publicadas: A fé e o fuzil (A história de Doninha do Caeté); Boca da Noite (Ficção policial); Ei amigo (A história do Lambadão de Poconé).

Deixe uma resposta Cancelar resposta