As aulas foram retomadas nesta segunda-feira (22) de forma híbrida em quatro escolas da rede municipal de Sinop, no norte de MT. São quase 1.800 alunos que voltaram a estudar de forma híbrida e escalonada, de acordo com as normas de biossegurança estabelecidas pela Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura.

O calendário do ano letivo iniciou no dia 8 de fevereiro de forma remota para ps quase 17.800 mil alunos. Conforme a Secretaria de Educação do município, as aulas à distância vão continuar mesmo com o retorno presencial das quatro escolas.

As escolas que retomaram as atividades são: Escolas Municipais de Educação Básica (EMEB) Aleixo Schenatto que possui 625 alunos; Taciana Balth Jordão com 580 alunos; as escolas municipais de educação infantil Monteiro Lobato que possui 200 alunos matriculados e Tatiana Belinky, com 400 alunos.

As turmas foram divididas em dois grupos, estudantes que vão nas terças-feiras e quintas-feiras e outro grupo de alunos que vão para a escola nas segundas e quartas-feiras. As sextas-feiras foram reservadas para tirar dúvidas com os professores e aulas de reforço para aqueles alunos que sentiram dificuldade com o conteúdo da semana.

Nos dias não presenciais, as aulas serão de forma remota e cada escola deve disponibilizar o material digital. Para que as crianças não se contaminem com a Covid-19, a Secretaria instruiu as escolas para que façam a limpeza adequada do ambiente de estudo, higienização das mãos das crianças, usem álcool em gel e sigam o distanciamento de 1,5 metro entre as mesas e cadeiras.

O calendário do ano letivo iniciou no dia 8 de fevereiro de forma remota para ps quase 17.800 mil alunos. Conforme a Secretaria de Educação do município, as aulas à distância vão continuar mesmo com o retorno presencial das quatro escolas.

As escolas que retomaram as atividades são: Escolas Municipais de Educação Básica (EMEB) Aleixo Schenatto que possui 625 alunos; Taciana Balth Jordão com 580 alunos; as escolas municipais de educação infantil Monteiro Lobato que possui 200 alunos matriculados e Tatiana Belinky, com 400 alunos.

As turmas foram divididas em dois grupos, estudantes que vão nas terças-feiras e quintas-feiras e outro grupo de alunos que vão para a escola nas segundas e quartas-feiras. As sextas-feiras foram reservadas para tirar dúvidas com os professores e aulas de reforço para aqueles alunos que sentiram dificuldade com o conteúdo da semana.

Nos dias não presenciais, as aulas serão de forma remota e cada escola deve disponibilizar o material digital. Para que as crianças não se contaminem com a Covid-19, a Secretaria instruiu as escolas para que façam a limpeza adequada do ambiente de estudo, higienização das mãos das crianças, usem álcool em gel e sigam o distanciamento de 1,5 metro entre as mesas e cadeiras.

A prefeitura municipal criou um cronograma com a retomada gradativa das aulas presenciais. Cada semana, quatro escolas voltam com as atividades. No dia 1° de março, as escolas Basiliano do Carmo de Jesus, José Reinaldo De Oliveira, São Francisco de Assis e Pequeno Príncipe retornam e assim paulatinamente.

Walney Rosa

Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Antes disso em...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta