O ex-ministro da Justiça e ex-juiz da operação Lava Jato Sérgio Moro vai se filiar ao partido Podemos em evento previsto para esta quarta-feira (10/11), em Brasília.

O convite virtual para o ato de filiação mostra uma foto de Moro na frente da bandeira do Brasil e a frase “Juntos, podemos construir um Brasil justo para todos”. O partido cogita lançar a candidatura do ex-ministro a senador ou a presidente da República.

Após ter conquistado notoriedade com a Lava Jato, Moro aceitou convite para participar como ministro da Justiça do governo do presidente Jair Bolsonaro, com o qual teve uma relação conturbada.

A entrada de Moro do Podemos deixa claro a saída de alguns deputados Bolsonaristas, entre eles o deputado federal José Medeiros (MT). ao qual já admitiu de que Sérgio Moro entrando irá trazer desiquilíbrio ao grupo de Bolsonaro no partido.

Mesmo tendo como objetivo da legenda em viabilizar o nome de Moro como terceira via para a disputa pela presidência da República. O senador pelo Paraná,  Álvaro Dias conseguiu a filiação, e Moro deve sair, de fato, para presidente da republica.

Vice líder de Bolsonaro na Câmara Federal, Medeiros deverá esperar a definição do partido sobre a liberação ou não de seus filiados para apoiarem o presidente Bolsonaro (sem partido) na disputa pela reeleição em 2022.

Em entrevista ainda no mês passado, Medeiros foi questionado se deixará de apoiar Bolsonaro devido a filiação de Moro ao seu partido, Medeiros foi enfático. “Não, eu inclusive, avisei quando começou a discussão sobre a filiação do Moro, que eu continuaria a apoiar o presidente Bolsonaro, independente de qualquer coisa”.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta