Crédito: www.icmbio.gov.br/parnapantanalmatogrossense

Pelo aniversário de 40 anos do Parque Nacional (Parna) do Pantanal Matogrossense, que foi criado em 1981, pelo Decreto nº 86.392, de 24 de setembro de 1981, o Vereador do município de Poconé, no Mato Grosso, Fábio Oliveira (DEM), pretende nos próximos dias realizar uma Audiência Pública, alusiva ao aniversário do parque para debater a importância da preservação do pantanal e do homem pantaneiro.

O parque possui uma área de 135.000 ha. Seu portão de entrada está localizado no município de Poconé, a 100 km da capital do estado do Mato Grosso, Cuiabá. A sede fica em um platô – a salvo de inundações – e conta com instalações administrativas, como escritórios e residências funcionais, assim como embarcações para transporte de servidores e para as atividades de proteção ambiental, mas não tem Centro de Visitantes.

“O objetivo e trazer a equipe de administração do parque até a Câmara dos Vereadores e ouvirmos sobre a realidade desse importante local. Paralelo a essa audiência estaremos visando a possibilidade de uma expedição do poder legislativo de Poconé até ao parque”, defendeu Fábio.

PARQUE NACIONAL DO PANTANAL MATOGROSSENSE

A melhor época para conhecer o parque é de maio a setembro, quando chove menos. Nos meses de abril a maio, quando as águas começam a baixar, a observação da fauna torna-se melhor. A época das chuvas inicia-se em outubro e vai até abril, sendo janeiro e fevereiro os meses mais chuvosos. E a partir do mês de dezembro é grande a quantidade de mosquitos, o calor é intenso e a Rodovia Transpantaneira fica praticamente intransitável.

Para conhecer o Parque Nacional do Pantanal Matogrossense é preciso uma licença especial a título de divulgação, enquanto o parque ainda não se encontra aberto para visitação pública. Pode-se ir de barco, saindo de Porto Jofre, com o acompanhamento de um guia particular e autorização prévia do parque.

Via Aérea: Por via aérea utiliza-se a pista de pouso da Fazenda Acurizal (RPPN/Fundação Ecotrópica), gastando-se uma hora de vôo e 30 minutos de barco. A cidade mais próxima da Unidade de Conservação é Poconé, que fica a 100 km de Cuiabá.

Via Rodoviária: O acesso é feito através da MT-060, partindo de Cuiabá até Poconé, por 100 Km em via asfaltada e continuando pela Rodovia Transpantaneira, não pavimentada, por mais 147 Km até Porto Jofre, às margens do rio Cuiabá.

Via Fluvial: Partindo de Porto Jofre até o parque o acesso é feito apenas por via fluvial, navegando-se por aproximadamente 4h.

Não há cobrança de ingresso. Para conhecer o Parque Nacional do Pantanal Matogrossense é preciso uma licença especial a título de divulgação, enquanto o parque ainda não se encontra aberto para visitação pública.

O principal atrativo disponível para visitação é a observação embarcada de animais silvestres e observação de aves coloniais nos ninhais e dormitórios da Baía do Burro.

Não é permitido fazer caminhadas ou trilhas, sem autorização. Pesca – mesmo a esportiva -, e caça são rigorosamente proibidas em qualquer época do ano, assim como observação (focagem) noturna de jacarés.

Walney Rosa

Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Antes disso em...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta