Ex-gerente da Caixa Econômica Federal em Várzea Grande, que não teve a identidade confirmada, foi preso na manhã desta terça-feira (22), durante a Operação Abusu Fiducia, deflagrada pela Polícia Federal, com objetivo de investigar o desvio de R$ 2.575.831,74 entre janeiro de 2020 e dezembro de 2021.

De acordo com as informações da PF, a investigação é recente e começou em 2022. O investigado criava contas bancárias falsas e incluía terceiros em contas de pessoas jurídicas para simular empréstimos.

Depois, o dinheiro era movimentado entre várias contas até chegar na conta corrente do próprio gerente. Além do mandado de prisão, foram expedidos ainda dois mandados de busca e apreensão e o sequestro de bens e imóveis.

Nome da operação

Do latim, abuso de confiança. Remete ao fato de que o Ex-Gerente da Caixa Econômica Federal, utilizando-se do ser cargo de confiança, desviava dinheiro do banco para benefício próprio.

As investigações terão continuidade para identificar outros suspeitos que também praticam essas condutas, bem como para apontar outros empréstimos bancários que possivelmente foram fraudados.

Fonte: Yuri Ramires – gazetadigital.com.br

Deixe um comentário

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.