PEIXOTO DE AZEVEDO: Homem tenta roubar empresa de ouro e faz funcionários reféns

Funcionários de uma empresa de compra de ouro localizada em Peixoto de Azevedo (691 km ao norte de Cuiabá) passaram por momentos de tensão no começo da noite de terça-feira (4). Um homem tentou roubar a loja e ainda fez 4 trabalhadores reféns para evitar ser preso.

Segundo as testemunhas, o homem de 29 anos chegou ao local armado e rendeu a caixa da empresa, exigindo que ela entregasse dinheiro e o ouro. Quando ele pegava os valores, a Polícia Militar chegou ao local, momento em que ele rendeu a caixa e mais 3 funcionários.

Ele deu um tiro na porta de vidro na entrada, para afastar os policiais. A empresa foi isolada e os policiais começaram a negociação com o criminoso. Foram 3 horas de trabalho até que ele liberasse todos os reféns.

O bandido se rendeu e estava com ferimentos nas mãos e braços pelos estilhaços do vidro em que ele atirou. O homem foi levado para cuidados médicos no Hospital Regional de Peixoto de Azevedo e depois para a delegacia.

Na checagem criminal, constaram várias passagens no Pará e também 3 mandados de prisão em aberto no Tocantins e Pará por crimes como homicídio e roubo. Também foi averiguado que ele fugiu este ano de uma delegacia em Novo Progresso (PA).

Posted Under Sem categoria
Walney Rosa
Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados em jornais da Europa, Canadá e Estados Unidos. Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Entre obras já publicadas: A fé e o fuzil (A história de Doninha do Caeté); Boca da Noite (Ficção policial); Ei amigo (A história do Lambadão de Poconé).

Deixe uma resposta Cancelar resposta