Com Assessoria

A reunião denominada “A preservação do Pantanal é da nossa Conta – Conjugação de esforços necessários para o seu enfrentamento”, realizada pelo Comitê Interno de Gestão Ambiental (Ciga) do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) na tarde de ontem (30/11) no Pantanal Mato Grosso Hotel (Pixaim), trouxe bons resultados.

De acordo com o membro da Comissão de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, o vereador de Poconé, Luis Eduardo – Dudu (PSDB) a avaliação foi positiva.

“Avalio como positiva. O presidente do TCE, Guilherme Maluf, propôs o debate com os pantaneiros em Poconé. Algo que já houve na AL-MT e agora novamente podemos dar nossa opinião. Observo que o Projeto de Lei 5482/2020 que tramita no Senado Federal, conhecido como ‘Estatuto do Pantanal’, de autoria do Senador Wellington Fagundes, ainda precisa melhorar. Que bom que o senador propôs essa PL trazendo o debate para a base. Agora estamos lutando para mencionar o homem pantaneiro no projeto, destacando nossa realidade e defendendo nossas ações. Vamos continuar o dialogo”. Afirmou Dudu.

Durante o evento na Transpantaneira foi apresentado o resultado da atuação do Ciga desde maio de 2021, quando foi instituído. Desde sua criação, o grupo focou em acompanhar de perto as ações do Governo do Estado e das prefeituras no enfrentamento às queimadas no Estado.

O presidente da Comissão de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, o deputado estadual Carlos Avallone (PSDB), esteve participando da reunião. Segundo o vereador Dudu foi agendada para amanhã (quinta-feira; 02 de Dezembro) no Clube Cidade Rosa (CCR), mais um momento para o debate sobre o assunto com os pantaneiros.

Autoridades de Poconé estiveram presentes, entre elas o Prefeito Tatá Amaral, o presidente do Sindicato Rural, Raul Santos Costas, e os vereadores; Márcio Fernandes, Jossielma Silva e Sérgio Maracanã.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta