Órgãos Federais e municípios compactuam ação conjunta em comunidades quilombolas do estado

O Governo Federal, por intermédio do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos – MMFDH em Acordo de Cooperação Técnica 001/2020 pactuado com a Fundação Cultural Palmares e a CONAB, em atuação conjunta no atendimento às demandas por cestas de alimentos pelas populações quilombolas, em situação de vulnerabilidade e insegurança alimentar, agravada pela pandemia do coronavírus – COVID-19.

Em Poconé, todo o apoio logístico para que a ação pudesse ocorrer, foi disponibilizado pela Prefeitura Municipal na última quarta-feira (14/04), onde por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, Emprego e Renda, forneceu os transportes para que as entregas fossem realizadas, inicialmente pela Comunidade Jejum, onde juntamente com o Secretário adjunto de Direitos Humanos, Kennedy Dias, a Primeira-dama e Secretária Municipal de Ação Social, Joelma Gomes, *deram inicio a distribuição das 741 cestas, que serão distribuídas nas 27 comunidades e assentamentos do município, que soma o total de 16.302 quilos.

Com um total de 96.800 quilos de alimentos, estão sendo atendidas 4.400 famílias de 51 comunidades quilombolas certificados pela Fundação Cultural Palmares, distribuídas em 9 municípios do estado do Mato Grosso, sendo Poconé (104 km da capital Cuiabá) uma das contempladas.

Segundo a Secretária, a ação é suma importância para a população quilombola do município, principalmente se for levado em consideração, os impactos causados pela pandemia da covid-19, que vem prejudicando a todos nesses últimos meses “É um momento difícil essa pandemia do novo coronavírus em todo o mundo, mas graças a Deus essas parcerias estão nos dando suporte para que possamos dar respaldo a essas famílias em vulnerabilidade em todo o município”.

A ação tem o importante apoio da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania, que por meio da sua Secretaria Adjunta de Direitos Humanos, faz chegar esses alimentos àquelas famílias.

Walney Rosa
Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados em jornais da Europa, Canadá e Estados Unidos. Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Entre obras já publicadas: A fé e o fuzil (A história de Doninha do Caeté); Boca da Noite (Ficção policial); Ei amigo (A história do Lambadão de Poconé).

Deixe uma resposta Cancelar resposta