Logo pela manhã desta terça-feira (09/02) a Polícia Federal deflagrou a Operação Impostore.

As diligências e prisões fazem parte do processo de investigação em fraudes no sistema previdenciário.

Entre as prisões esteve um homem que foi preso em casa, na cidade de Várzea Grande-MT. Cuiabá, município vizinho, também houve cumprimento de mandados de busca e apreensão.

A ação conta com a participação de 25 policiais federais que cumprem um mandado de prisão contra Everson Santos Silva e três de busca e apreensão.

Eles foram expedidos pela Justiça Federal de Rondonóplis (MT) e de Campo Grande (MS). A irmã de Everson é alvo de busca e apreensão.

Os investigadores identificaram um esquema de fraudes, onde os criminosos usavam documentos falsos para realizar perícias em nomes de terceiros. 

Foram apreendidos atestados médicos falsificados, radiografias, além de materiais para simular engessamento de braços e CNHs falsas.

Polícia também esteve na casa de um dos suspeitos, no bairro Princesa do Sol, em VG. Segundo apurado, ele é um dos principais investigados na operação. Mas, ainda não há informações sobre o que foi apreendido no local. 

Os envolvidos responderão por diversos crimes, como estelionato previdenciário, uso de documento falso, falsidade ideológica e associação criminosa.

Walney Rosa

Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Antes disso em...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta