Sorriso é um município de grande produção agropecuária, distante 396 quilômetros de Cuiabá, no estado de Mato Grosso.

A cidade conta com aproximadamente 100 mil habitantes, sendo considerada uma das mais importantes do estado e que tem contribuído de forma intensa com a economia de Mato Grosso, sendo inclusive conhecida como o Celeiro do Brasil, e por esse motivo no ano passado foi cobrado do governo federal a implantação de mais uma agencia da Caixa Econômica para atender a grande demanda.

Diante do atendimento do pedido o presidente Jair Bolsonaro anunciou agências e brincou que ‘Sorriso produz mais que França’.

O CASO:

Em live transmitida na quinta-feira (28), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou a instalação de agências da Caixa Econômica Federal (CEF) nos municípios de Sorriso, Canarana e Campo Novo do Parecis. O anúncio foi feito ao lado do presidente da CEF, Pedro Duarte Guimarães.

Contudo, ao ser informado que não tinha agência em Sorriso, somente um Posto de Serviço, o presidente não perdeu a oportunidade de “alfinetar” o presidente da França, Emmanuel Macron.

Bolsonaro já criticou o presidente francês diversas vezes por meio da imprensa, principalmente em questões ambientais, quando Macron citou a devastação da Amazônia.

Na ocasião, ele brincou: “Sorriso não tem agência? Produz mais que a França…”.

Os critérios para a instalação das agências, segundo o presidente da Caixa, são que os municípios mato-grossenses possuem mais de 40 mil habitantes, além da ligação com o agronegócio.

O PEDIDO:

Em maio do ano passado o deputado estadual Xuxu Dal Molin (PSC-MT) encaminhou indicação nº 1702 de 2020 ao presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Duarte Guimarães, com cópia para o superintendente em Mato Grosso, José Antônio da Silva, para a abertura de mais uma agência no município de Sorriso.

Walney Rosa

Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Antes disso em...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta