Com 31 Mil pessoas em isolamento o estado de Mato Grosso registrou um aumento de 56% no número de mortes por Covid-19 em uma semana. Ontem, sexta-feira (4) foram registradas 26 mortes pelo novo coronavírus.

Segundo boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES) houve 26 mortes e 4.887 novos contágios pela covid-19 nas últimas 24 horas.

Com a atualização, Mato Grosso passou a contabilizar 648.766 contágios, dos quais em 602.140 casos as pessoas infectadas se recuperaram do vírus. Contudo, outras 14.389 morreram devido a complicações da doença.

Desde o começo de janeiro, os casos de Covid-19 vêm aumentando. Com isso, as internações e o número de mortes também.

CIDADES COM MAIS CASOS:

As cidades com mais casos são: Cuiabá (119.611), Várzea Grande (47.881), Rondonópolis (40.899), Sinop (30.511), Tangará da Serra (22.010), Lucas do Rio Verde (20.837), Sorriso (18.987), Primavera do Leste (18.467), Cáceres (15.153) e Alta Floresta (12.465).

Das 222 internações em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) públicas no estado, o município de Poconé chegou a ocupar 07 e agora ocupa 05 UTIs. Em todo estado, além das UTIs há 187 pessoas em enfermarias públicas. A taxa de ocupação está em 77,89% para UTIs adulto e em 40% para enfermaria adulta.

Já a taxa de UTI pediátrica está em 60%. O estado possui 10 leitos de UTI para crianças com Covid e há apenas quatro disponíveis.

POCONÉ:

No mais recente boletim a secretaria municipal de saúde do município informou que há 06 pessoas internadas, destas cinco estão em UTIs, visto a gravidade da doença e 44 doentes em casa acompanhados por monitoramento.

Apesar da realidade enfrentada um grupo de pessoas defende a abertura de festas e eventos e ameaça realizar mobilização, reunir com Ministério Público, denunciar nas grandes mídias televisivas e cobram sensibilidade das autoridades locais para aqueles que foram prejudicados com a não flexibilização das medidas de biossegurança e sanitárias.

Poconé já teve 94 mortes pelo Covid-19.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.