Mais uma etapa vencida em um ciclo de muitos estudos, dias e noites dedicados a labutar por uma colocação em um dos cargos mais almejados na segurança pública e que se torna realidade para mais 18 profissionais que tomaram posse nesta terça-feira (28) como delegados da Polícia Civil de Mato Grosso.

A posse dos novos delegados foi realizada na Diretoria-Geral da Polícia Civil, com a presença de secretários de Estados e dos diretores da instituição. O termo de posse dos novos delegados foi lido por Renata Evangelista e o juramento por Ronaldo Binotti Filho. 

O delegado-geral, Mário Dermeval Aravéchia de Resende, pontuou que a nova turma chega em um momento de diversas transformações tecnológicas e de infraestrutura pela qual passa a instituição, que vêm sendo conquistadas graças às parcerias e apoio do Governo do Estado.

“Tecnologicamente, a Polícia Civil conquistou diversos avanços, a exemplo do inquérito eletrônico, integrado totalmente ao Processo Judicial, que suprimiu o papel na nossa instituição, e outros projetos a serem entregues nos próximos meses que nos distinguirão positivamente da maioria das Polícias Civis do País. Elaboramos uma política de investimentos tecnológicos que resultaram em evolução e nos colocaram na vanguarda em resultados e novidades”, apontou o gestor.

Aos novos ingressos na Polícia Civil, o delegado-geral falou também das conquistas estruturais, a exemplo da nova sede que será construída no Centro Político e Administrativo, e dos investimentos em rede lógica, veículos e novas sedes para diversas delegacias na região Metropolitana e no interior. “Nossos investimentos também alcançam a área da inteligência como nunca se viu e uma perspectiva de inovação investigativa com novidades, entre elas, a utilização de algoritmos. E para o próximo ano, em recursos do Estado, temos previstos R$ 13 milhões para o inquérito eletrônico. E com essa turma que agora ingressa, só temos a comemorar, uma vez que o governo entendeu a importância do profissional delegado estar presente nos municípios de Mato Grosso. E para 2022 esperaremos mais nomeações e, creio que as teremos, em virtude das contínuas aposentadorias e o crescimento do estado”, finalizou Mário Dermeval.

Cuiabano, Guilherme Pompeo Pimenta Negri ingressa na Polícia Civil com satisfação em fazer o melhor pela instituição que escolheu na terra natal. “Foram anos de dedicação aos estudos para conquistar essa etapa. Não houve outro cargo ou outra instituição e escolhi a Polícia Civil como a realização de um sonho aqui em Mato Grosso”, disse o novo delegado.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, lembrou do programa de investimentos que a área vem recebendo, como as aquisições de armamentos modernos, novas tecnologias para monitoramento de rodovias no estado, nova aeronave, academia integrada das forças de segurança, aquisição de laboratórios, tecnologia embarcada, entre outros investimentos. “E dentro desse escopo, o desafio dos novos delegados é manter o padrão de qualidade que a Polícia Civil vem alcançando ano a ano com o resultado de investigações e a resolutividade de crimes”.

A nova turma tem profissionais de diversos estados do país, como Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e do Distrito Federal. Alexandre Segreto dos Anjos é natural do Rio de Janeiro e vê em mais essa etapa a vitória de muitos anos de estudo. “Agora espero contribuir com a população do estado de Mato Grosso”.

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, que representou o governador Mauro Mendes, reforçou o trabalho da gestão em construir uma estrutura que a população possa acessar com qualidade os serviços públicos e também do empenho dos novos profissionais em colaborar para que o Estado tenha excelência nas áreas de atuação. “É o que pedimos a toda a turma que ingressa hoje na Polícia Civil de Mato Grosso, atuar no serviço público fazendo o melhor pela sociedade mato-grossense”, finalizou o secretário.

Os novos delegados iniciam o 17º curso de formação técnico-profissional nesta quarta-feira (29), em aula inagural com os diretores da Polícia Civil e na quinta-feira seguem para as disciplinas na Academia de Polícia. O curso seguirá até janeiro de 2022 e depois de formados, os profissionais serão lotados em delegacias no interior do estado. 

Participaram também da solenidade os diretores: Gianmarco Pacolla (delegado-geral adjunto), Jesset Munhoz (Corregedor-geral), Walfrido Nascimento (Interior), Rodrigo Bastos (Metropolitano), Fernando Vasco (Atividades Especiais), Eliane Moraes (Acadepol) e o secretário de Estado de Planejamento e Gestão, Basílio Bezerra, além de delegados de unidades da Capital.

Walney Rosa

Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Antes disso em...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta