Imortal Adalberto Antonio Pagiolli

O lançamento da obra literária, síntese biográfica dos “Benzedeiros e Benzedeiras de Poconé”, está marcado para logo mais às 19 horas, no Clube da Terceira Idade no Bairro Cruz Preta em Poconé, cidade pantaneira distante 100 quilômetros de Cuiabá.

Um riquíssimo trabalho executado pelo Imortal escritor e pesquisador, ocupante da cadeira 12 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira; Professor Adalberto Antônio Pagiolli.

“Mais uma graça alcançada, foi uma pesquisa de mais de 10 anos que agora se torna realidade, mais um livro publicado”, declarou o escritor.

“O professor Toninho, como carinhosamente o chamamos é um grande mestre nas pesquisas históricas, a Academia fica lisonjeada em poder participar de mais esse lançamento, temos apenas que dar parabéns ao entusiasta de nos apresenta essa grande síntese biográfica de personagens históricos para Poconé e região”, declarou a presidente em exercício da Academia, Josenira Cássia Fernandes.

Adalberto Antônio Pagiolli, nascido em Indiaporã, cidade localizada no Noroeste do Estado de São Paulo, morou em Cáceres a partir de 1977, no ano de 1984 mudou-se para Poconé onde reside até os dias de hoje no Núcleo Habitacional São Francisco de Assis na Rua H, Quadra 08, Casa 01, Cohab Nova. Casou-se no ano de 1987 com a professora Acy Luiza de Araujo Bastos, vindo nascer seus dois filhos; Tales de Mileto Pagiolli e Adalberto de Araújo Bastos Pagiolli.

Ativista social foi por várias vezes presidente do Rotary Clube e sempre atuando como produtor cultural em 2.000 foi agraciado com um Titulo de Cidadão Poconeano.

“Obras importantes como ‘Cururueiros de Poconé’, entre outras e agora a síntese biográfica de inúmeros homens e mulheres que praticam Benzeção em nossa região, faz do imortal Toninho um célebre literato e pesquisador das coisas simples, porém importantes para a história e cultura do Mato Grosso. Tomo a liberdade de convidar todos para o lançamento do livro BENZEDEIROS E BENZEDEIRAS DE POCONÉ”, declarou o escritor Walney Rosa, presidente de honra da Acadepan.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta