Senador Mitch McConell defendeu que o presidente Donald Trump busque por irregularidades na eleição de 3 de novembro. Lider republicano no Senado, Mitch McConnell, durante coletiva de imprensa em dezembro de 2012
Yuri Gripas/Reuters/Arquivo
O senador Mitch McConell, líder republicano no Senado dos Estados Unidos, disse nesta segunda-feira (9) que o presidente Donald Trump “está em seu direito” ao buscar por irregularidades no processo eleitoral.
Em um pronunciamento no Congresso, ele não reconheceu Joe Biden como presidente eleito.
“O presidente Trump está 100% em seu direito ao ir atrás de alegações de irregularidades e ponderar quais são suas opções legais”, disse McConnell.
Nos EUA, a eleição para presidente é indireta. Para que um candidato vença, é preciso conquistar o voto de pelo menos 270 delegados no Colégio Eleitoral, que vai se reunir em 14 de dezembro.
Segundo projeções da imprensa norte-americana, o candidato democrata já garantiu o voto de pelo menos 290 deles. Entenda como as projeções são geradas.
Trump não concedeu vitória a Biden e, a partir de ações judiciais, tenta provar que houve fraude no processo eleitoral, sem apresentar provas.
Initial plugin text

Walney Rosa

Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Antes disso em...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta