Está declarado Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Povo Poconeano, o Poconé Esporte Clube – PEC.

Essa é a lei promulgada em outubro de 2020 com o número 2.014.

O clube e seu futebol passam a representar oficialmente a paixão do poconeano e o status de estar entre os seis melhores clubes de Mato Grosso.

O futebol movimenta diariamente a paixão de milhões de torcedores, muitos situados fora de Poconé e mesmo do Mato Grosso. Impacta na vida de tantas pessoas, em um país cujo futebol não é apenas um esporte, mas sim um traço cultural que define diversas nuances da dinâmica de nossa sociedade. Sendo assim, o Poconé Esporte Clube que tem relevante história recente de nossa cidade, com ramificações na economia, no desporto, na história e na cultura, foi reconhecido como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial.

O Instituto do Patrimônio Histórico Nacional — IPHAN, ao tratar do Patrimônio Cultural Imaterial leciona que: “A Unesco define como Patrimônio Cultural Imaterial ‘as práticas, representações, expressões, conhecimentos e técnicas – junto com os instrumentos, objetos, artefatos e lugares culturais que lhes são associados – que as comunidades, os grupos e, em alguns casos, os indivíduos reconhecem como parte integrante de seu patrimônio cultural.”

A Constituição de 1988 estabelece, no Art. 216, que constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação e à memória dos diferentes grupos que foram a sociedade brasileira, nos quais se incluem as formas de expressão; os modos de criar, fazer e viver; as criações científicas, artísticas e tecnológicas; as obras, objetos, documentos, edificações e demais espaços destinados às manifestações artísticas e culturais; além dos conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico.

Além disso, o futebol de base oportuniza que inúmeros jovens saiam da marginalização, evitando o mundo das drogas e a criminalidade.

“Por isso, podemos avaliar, de maneira inequívoca, a importância do Poconé Esporte Clube – PEC, quando representado pela “Associação dos Produtores Rurais do Cerrado Pantaneiro da Comunidade Rodeio (APRUCEP)”, devendo ser declarado como instituição de relevante interesse para a permanência e perpetuação da identidade cultural do povo do poconeano”, defendeu Walney Rosa autor da lei que foi aprovada pela Câmara dos Vereadores em 2020 e sancionada pelo prefeito Tatá Amaral.

Walney Rosa

Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Antes disso em...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta