O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, recebeu a Moeda Honorífica das Escolas Militares Tiradentes em alusão aos 35 anos da criação da primeira unidade escolar militar de Mato Grosso, em 1986. O diretor de Ensino da Polícia Militar, tenente-coronel André Dorilêo, destacou que até o fim do ano o Estado deve criar mais duas escolas militares, totalizando 15 unidades até dezembro. 

“Até 2019 eram sete Escolas Tiradentes e a atual política educacional e planejamento institucional da PM aumentou para 13 escolas neste ano. É um caso de sucesso e beneficia muitas crianças”, destacou o tenente-coronel Dorilêo. 

Bustamante destacou os bons resultados educacionais das escolas públicas estaduais quando passam a ter ensino militar. “Tem muitos prefeitos que querem essas escolas em suas cidades, fiquei impressionado com a capacidade de 630 vagas em Vila Rica e os resultados do Ideb que estão maiores do que a média do estado”. 

Enquanto a média das escolas públicas de Mato Grosso no Ideb de 2019 foi de 5,6, nas escolas militares os índices foram maiores. Na Escola Tiradentes de Cuiabá foi 6,4, a mesma nota de Nova Mutum e Confresa. Já as escolas militares de Lucas do Rio Verde e de Juara alcançaram 7,1, a mesma média das escolas da rede privada.  

Atualmente, há 6.934 alunos matriculados e 20% das vagas são reservadas para famílias carentes e 5% para Pessoas com Deficiência (PCD).

Walney Rosa

Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Antes disso em...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta