O Conselho Nacional de Turismo (CNT) se reuniu nessa terça-feira (14/12), em Brasília, para debater a retomada do setor, tratar de demandas e traçar planos para o pós-Covid 19. O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, presidiu a reunião ao lado dos secretários nacionais da Pasta. O encontro também teve participação do presidente da Embratur, Carlos Brito, e de representantes do trade e de várias entidades do setor.

Gilson Machado Neto destacou as ações do Governo Federal para socorrer o setor e pediu união para que o turismo brasileiro siga se fortalecendo em todos os seus segmentos. “O Brasil é a maior oportunidade para o turismo no pós-pandemia e estamos trabalhando 24 horas por dia para estruturar o setor, diminuir o peso do Estado das costas dos empresários, capacitar os trabalhadores e gerar emprego e desenvolvimento”, disse. “Contem com o Ministério do Turismo”, finalizou.

O assessor especial de Assuntos Técnicos e Normativos, Wilken Souto, fez um balanço de ações do Ministério do Turismo durante a crise sanitária como os recursos extraordinário do Fundo Geral de Turismo (Fungetur), cursos de qualificação, protocolos de biossegurança, conclusão de obras de infraestrutura, campanhas para remarcação de viagens e as medidas para preservação de empregos e empresas do setor.

A secretária nacional de Atração de Investimentos, Parcerias e Concessões, Débora Gonçalves, falou de ações como a instalação de antenas de internet em Fernando de Noronha (PE), iniciativas no Turismo Náutico, os novos critérios do Mapa do Turismo e o Portal de Investimentos, que possui 66 projetos aprovados em 20 estados de todas as regiões do país.

O secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, Fábio Pinheiro, destacou os eventos que o MTur apoiou, como a Abav Expo. Pinheiro também falou das campanhas da Pasta para a retomada do turismo e a importância do Selo Turismo Responsável e seu protagonismo no mundo para a volta das atividades turísticas.

Já o secretário nacional de Infraestrutura Turística, Luís Vannucci, ressaltou os quase 3.200 contratos de obras que o MTur tem pelo Brasil e o compromisso para a entrega dessas intervenções no país. Vannucci salientou ainda a alta execução das emendas parlamentares por parte do Ministério.

Presente na reunião do Conselho, o presidente da Brasil Convention & Visitors Bureaux, Marcio Santiago, destacou a defesa que o ministro do Turismo faz do setor e do Brasil por onde passa. “O senhor tem feito um trabalho exaustivo pelo Brasil e a gente se solidariza em 100% das suas colocações, que são contundentes e objetivas. Fica aqui meus parabéns”, afirmou.

Para o presidente da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (BRAZTOA), Roberto Nedelciu, a crise da Covid 19 ensinou o setor a trabalhar em conjunto, como, por exemplo, a criação de um grupo com entidades do trade. “Cada associação abdicou de suas reivindicações para trabalhar em conjunto em prol do turismo. Quero agradecer toda a receptividade do ministro (Gilson Machado Neto), do Carlos (Brito, presidente da Embratur) e de todos que nos atenderam em nossas reivindicações. Foram reuniões quase semanais”, comentou, citando que ainda há desafios para serem superados.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.