Os estudantes que querem concorrer a uma vaga no ensino público superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) podem se inscrever a partir desta terça-feira (3), pela internet. Nesta edição do Sisu do segundo semestre de 2021 serão ofertadas 62.365 vagas em 70 instituições públicas de ensino superior. As inscrições vão até o dia 6 de agosto.

Podem participar os estudantes que fizeram a prova do último Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e não tiveram nota zero na redação. Quem fez o Enem na condição de treineiro não pode se inscrever no Sisu, conforme previsto no edital do exame.

“O Ministério da Educação instruiu que as instituições de ensino superior participantes do Sisu devem disponibilizar acesso a computadores com internet para que os estudantes interessados possam fazer suas inscrições”, disse o secretário de educação superior do Ministério da Educação, Wagner Vilas Boas.

Candidata a uma vaga para o curso de medicina, Marianna Domingues, de 20 anos, vive em Aracaju (SE) e vai se inscrever no Sisu com a expectativa de conseguir ingressar no curso em uma universidade pública.

“Sou vestibulanda de Medicina e pretendo me inscrever no Sisu porque ele é a porta de entrada para realização do meu sonho. Apesar de não abrir vaga para o curso que quero aqui no meu estado, o Sisu possibilita eu entrar em outras universidades, inclusive em estados vizinhos com a Bahia, por exemplo”, disse Marianna.

O que é o Sisu?

É o sistema informatizado do Ministério da Educação onde as instituições públicas de ensino superior oferecem vagas aos candidatos participantes do Enem.

Os candidatos são selecionados de acordo com a nota do exame, dentro do número de vagas em cada curso, por modalidade e concorrência.

“Todas as instituições públicas e gratuitas de ensino superior, sejam elas federais, estaduais ou municipais podem aderir ao Sisu para oferta de vagas no ensino superior”, explicou o secretário Wagner Vilas Boas.

Como funciona

Ao se inscrever no Sisu, o candidato pode marcar duas opções de curso, por ordem de preferência e, até o encerramento do prazo, pode modificar essas escolhas.

Diariamente, a partir do segundo dia, o Sisu calcula e divulga a nota de corte para cada curso. É a menor nota para ficar entre os selecionados na modalidade escolhida de um determinado curso, com base no número de vagas e no total de candidatos inscritos. A nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento de sua inscrição.

No momento da inscrição, o candidato também precisa definir se deseja concorrer às vagas de ampla concorrência, às vagas reservadas à lei federal de cotas ou às vagas destinadas às demais políticas afirmativas das instituições.

Lista de Espera

Quem não conseguir uma vaga na chamada regular poderá participar da lista de espera se inscrevendo na página do Sisu, na internet, entre os dias 10 a 16 de agosto.

Pode se inscrever quem não foi selecionado em nenhuma de suas opções na chamada regular, podendo escolher apenas uma das opções de vagas definidas na fase de inscrição.

Na lista de espera, é importante que o candidato acompanhe junto à instituição da vaga escolhida as convocações para matrícula.

Acesso ao Sisu

O acesso ao sistema de inscrição do Sisu agora será realizado com Login Único do Governo Federal, mediante uma conta gov.br.

Calendário

Inscrições: 03 a 06 de agosto

Atualização da note de corte: 04 a 06 de agosto

Resultado: 10 de agosto

Matrículas: 11 a 16 de agosto

Manifestação da lista de espera: 10 a 16 de agosto

Resultado da lista de espera: 18 de agosto

Convocação da lista de espera: 19 de agosto

Walney Rosa

Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Antes disso em...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta