Por meio do Programa Mais MT, o Governo do Estado investiu em 2021 cerca de R$ 30 milhões na aquisição de duas aeronaves para compor a frota do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer). A iniciativa ampliou a capacidade operacional, promovendo mais rapidez e maior presença da Segurança Pública nos 141 municípios mato-grossenses.

Entre as aeronaves adquiridas, está um helicóptero da Airbus AS 350 B3, conhecido como “Esquilo”, no valor de R$ 20,8 milhões, que foi entregue ao Ciopaer em novembro. A aquisição ocorreu em parceria com Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), com recursos do Plano de Combate ao Desmatamento Ilegal e Incêndios Florestais.   

Outra aeronave foi um jato Cessna, Citation Bravo C550, pelo valor de R$ 7,7 milhões, entregue em abril deste ano. O avião foi adquirido por meio de parceria com o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), com recursos da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, que julga processos por corrupção, lavagem de dinheiro e peculato.

Com as aquisições, o Ciopaer encerra 2021 com uma frota composta por 12 aeronaves, sendo quatro helicópteros e oito aviões, entre eles, dois equipados com Unidade de Tratamento Intensiva (UTI) aérea.  As bases da unidade estão localizadas em Várzea Grande e Sorriso (395 km de Cuiabá) e a partir destas regiões atendem chamados em diversos municípios do estado.

Em 2021, o Ciopaer realizou mais de 2,7 mil horas de voo em missões de apoio a ocorrências e operações policiais, crimes ambientais, além de transporte de vacinas e transporte de pacientes. Exemplo disso, é o atendimento de 151 ocorrências policiais, sendo 29 delas salvamentos. Durante as horas de voo, auxiliou na recuperação de 69 veículos roubados e na apreensão de 1,6 mil quilos de entorpecentes.

O Ciopaer também teve um papel fundamental no combate à pandemia do coronavírus e no salvamento de vidas. Isso porque a unidade realizou o transporte de mais de 3,5 milhões de doses da vacina contra a Covid-19, em todo o estado. Além disso, foram transportados pacientes acometidos pelo vírus, medicamentos e até mesmo cilindros de oxigênio.

Com essa estruturação, o coordenador do Ciopaer, tenente-coronel PM Ernesto Xavier de Lima Junior, destaca que o reforço das aeronaves propiciará mais celeridade aos serviços prestados. “Nós vamos poder atuar em mais ações de combate aos crimes, em questões ambientais e resgates, porque teremos uma maior autonomia”, disse. 

Em especial a aquisição do Jato Cessna, não só vai oferecer um serviço mais rápido como também econômico, se comparado com empresas que prestam serviços aéreos.  “Uma viagem que faríamos em 2 horas em um avião comercial, com esta nova aeronave vamos fazer em uma hora. Além disso, o Cessna comporta até oito pessoas e podemos transportar até mesmo uma equipe do Bope ou do GOE para atender uma ocorrência no interior”, exemplificou o tenente-coronel.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta