FONTE: Sintep/MT

Maioria parlamentar frustra servidores com votação contrária às categorias. Votação que arquivou projeto de decreto legislativo em defesa da RGA, é mais uma tentativa de calar servidores na luta pelo cumprimento de lei.

Para o dirigente sindical do Sinpaig- MT, Antônio Vagner, é inconcebível validar o acórdão, que trata de um cenário de quatro anos atrás. “A questão orçamentária não se perpetua no tempo e no espaço, o parecer dado pelo TCE definia aquele momento orçamentário fiscal, tanto que o governo aprovou três leis lá, e veio cumprir duas delas agora em 2022”, disse.

A presidente do Sisma-MT, sindicato dos servidores da Saúde, Carmem Machado, considerou o resultado da sessão “lamentável”. Segundo a dirigente, “respostas virão”, citando a possibilidade de greve geral no estado. E anunciando um calendário de mobilizações. “Estávamos esperançosos de que a legitimidade e a justiça prevalecessem nesse estado, mas infelizmente isso não aconteceu”.

Convocação anulada 

Entre as frustrações dos servidores públicos com a maioria parlamentar, nesta quarta-feira, somou-se a derrota de convocação, pelo Colégio de Líderes, dos representantes do governo – secretário da Casa Civil, Rogério Gallo, e o secretário de estado da Fazenda, Fábio Pimenta. Ambos estavam numa agenda apresentada pelo deputado Lúdio Cabral, para dialogar com os representantes do Fórum Sindical, além de esclarecer questões orçamentárias para viabilizar a RGA. Mas apenas cinco deputados votaram favoráveis à convocação.   

Confira o “Placar”

Votaram A FAVOR DOS SERVIDORES e pelo pagamento da RGA os deputados: Ludio Cabral (PT), Valdir Barranco (PT), Delegado Claudinei (PL), Paulo Araújo (PP), Elizeu Nascimento (PL) e Ulysses Moraes (PTB), João Batista (PP) e Janaina Riva (MDB).  

Votaram mais uma vez CONTRA OS SERVIDORES, os deputados:  Nininho (PSD), Xuxu Dal Molin (PL), Dr. Gimenez (PSB), Gilberto Cattani (PL), Romoaldo Júnior (MDB), Dilmar Dal Bosco (União Brasil), Valmir Moretto (Republicanos), Max Russi (PSB), Wilson Santos (PSD), Carlos Avalone (PSDB) e Dr. Eugênio (PSB) 

NÃO COMPARECERAM para fazer a defesa dos servidores:  Allan Kardec (PSB), Sebastião Rezende (União Brasil) e Dr. Joao (MDB). E, Faissal Kalil (PTB), licenciado por motivo de saúde.

Walney Rosa

Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.