O deputado estadual Dr. Gimenez (PSD) cobrou, durante a sessão ordinária de quarta-feira (18), na Assembleia Legislativa, a destinação dos equipamentos dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que foram desativados após a pandemia da covid-19, para atender a demanda dos Hospitais de Pequeno Porte (HPP) no interior do estado. 

Dr. Gimenez, que preside a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, afirmou que tempos atrás conversou com o governador Mauro Mendes para que, assim que os leitos de UTI fossem desativados, os aparelhos que deixaram de ser usados nos leitos pudessem ser compartilhados com outros hospitais para dar celeridade aos procedimentos eletivos suspensos durante a pandemia. 

“Com certeza sobraram camas, monitores e bombas de infusão. Isso melhoraria a resolutividade das unidades e aumentaria a celeridade de tal forma que nós conseguiríamos parar de vez com a ambulancioterapia. Ambulância não cura ninguém. Nós temos que aumentar a resolução lá no hospital de pequeno porte para não sobrecarregar os hospitais regionais e, consequentemente, não sobrecarregar os hospitais de ponta da capital”, pontuou.

O parlamentar ainda ressaltou que a celeridade nos procedimentos eletivos é questão de urgência e que a fila de pessoas aguardando cirurgia tem aumentado. 

“Tem cirurgia atrasada como, por exemplo, cirurgia pediátrica de otorrino. Tem criança que passou a pandemia inteira com respiração dificultosa por amígdala grande, adenoide grande e isso é só um exemplo. Agora imagina quantas pessoas estão aguardando cirurgia geral. Mulheres com sangramento aguardando cirurgia ginecológica. Precisamos implementar mais e dar celeridade nas cirurgias. Nós precisamos de rapidez, a fila é muito grande e é do nosso interesse que esse pessoal seja atendido”, concluiu.

Walney Rosa

Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta Cancelar resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.