A ENTIDADE:

Academia Lítero-Cultural Pantaneira é uma sociedade particular com caráter científico, artístico, literário e também recreativo. Com a missão de valorizar o conjunto de conhecimento do povo pantaneiro reconhecendo o seu desenvolvimento intelectual e artístico, cultivando e preservando os costumes e hábitos regionais. Estudando, discutindo cientificamente as tradições e a riqueza de sua gente em seus hábitos centenários em suas produções artísticas, gastronômicas, na dança, música linguagem, crenças, folguedos e causos populares. Seja essa memória contada e transmitida de pessoa para pessoa, geração a geração ou mesmo na forma de composição de obras literárias.

CONVITE SOLENIDADE DE ANIVERSÁRIO DE 12 ANOS

A Academia Lítero-Cultural Pantaneira convida seus Imortais Membros; Seus Comendadores (as); Movimentos Culturais; Produtores Culturais e Amigos para prestigiar as atividades alusivas ao seu aniversário de 12 anos de criação que serão realizadas no domingo dia 22 de Janeiro de 2023.

ATIVIDADES:

Data: Domingo; 22 de janeiro de 2023;

Horário: 06h00min da manhã;

Cerimonia Religiosa: Missa em Ação de Graças;

Local: Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário, Centro de Poconé;

Coquetel: Café da manhã;

Horário: 07h30min;

Local: Auditório do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais SISMUP, na Avenida Dom Aquino, Centro de Poconé;

Sessão Solene Anual da ACADEPAN pelo seu aniversário

Horário: 08h00min;

Traje Imortais: Toga;

Traje Convidados: Passeio ou Esporte Fino;

Realização: ACADEPAN (Diretoria 2022/2023).

Diretoria:

Diretoria em Exercício: Walney Rosa, Josenira Cássia, Natalice Soares e Luís Antônio

Presidente: Imortal Luís Antônio de Oliveira Cunha

Vice Presidente: Imortal Natalice Soares da Silva

Secretária: Imortal Josenira Cássia de Souza Rosa Fernandes

Tesoureiro: Imortal Walney de Souza Rosa

FORMAÇÃO:

A Academia Lítero-Cultural Pantaneira (ACADEPAN) é uma associação formada por escritores intelectuais, filósofos, artistas plásticos, cantores, mestres da cultura popular, músicos, produtores culturais, cineastas, dançarinos, entre outros. Cidadãos dos municípios pantaneiros de Mato Grosso, sendo: Poconé, Cáceres, Nossa Senhora do Livramento, Santo Antônio de Leverger, Barão de Melgaço; havendo ainda a participação de Cuiabá e Várzea Grande.

FINALIDADE:

Esta Academia tem finalidade exclusivamente literária, artística, cultural e histórica. Buscando sempre incentivar o interesse pelo idioma nacional, respeitando o dialeto regional valorizando as literaturas nacional, estadual e municipal. Valorizando a arte e a cultura local – pantaneira -, promovendo e difundindo; quando capaz, incentivando, contribuindo, incitando às autoridades responsáveis nas ações diretas de eventos literários, folclóricos, tradicionais, artísticos e culturais que venham ao encontro direto a realidade da grande maça popular.

IMORTAIS:

01 – Ilustre Jornalista, Escritor e Produtor Cultural – Walney de Souza Rosa

02 – Ilustre Maestro Regente, Cronista e Contista Marcos Lucio Moreno

03- Ilustre Professor e Poeta Vicente Lídio dos Santos

04 – Ilustre Escritora e Poetisa Zeila Cecília da Conceição e Silva

04 – Ilustre Musicista, Cantora, Gestora Cultural e Produtora Cênica Josenira Cássia de Souza Rosa Fernandes

05 – Ilustre Historiadora Popular Maria Piedade de Almeida Ribeiro

07 – Posse em junho de 2023: Ilustre Religiosa e Membro da Irmandade do Divino Espírito Santo, Jucylma Maria Silva Trentin. VACANTE Ilustre Artista Plástico Élson Luiz Figueiredo

08 – Ilustre Doutora, Escritora e Mestra em Geografia Gizelle Prado da Silva Fonseca

09 – Posse em junho de 2023: Ilustre Narrador da Cavalhada, Membro da Irmandade de São Benedito Luiz Lauremberg Eubank (Doutor Lauro), VACANTE José Salvador de Arruda Santos

10 – Ilustre Professora Cantora Maria Rosa Rondon Monge dos Santos

11 – Ilustre Escritora e Poetisa Angela Beatriz Prado Moura

12 – Ilustre Escritor, Professor Adalberto Antonio Pagiolli

13 – Ilustre Professora Ana Lúcia Arruda e Silva

14 – Ilustre Professora Maria Avelina Sales

15 – DESPETAR Ilustre Filósofo João Clarindo

16 – Ilustre Intelectual, Poetisa Angela Oneide Caporossi Arruda

17 – Ilustre Cavaleiro de São Benedito Evaristo Flumêncio da Silva

18 – Ilustre Escritora, Professora e Poetiza Zita Eliney da Conceição

19 – Ilustre Escritora, Professora e Poetiza Maria Cândida de Arruda Martins

20 – Ilustre Professor e Escritor Honório Laucídio Galvão

21 – Ilustre Músico, Instrumentista e Poeta Orivaldo Ramos Costa

22 – Posse em fevereiro de 2023: Ilustre Escultor e Artista Plástico Fernando Bessa / VACANTE  Maria Francisca da Silva

23 – Ilustre Líder do Grupo Mascarados João Benedito da Silva

24 – Ilustre Cururueiro Benedito Pinto de Moraes

25 – Ilustre Escritor e Historiador Francisco Idelfonso Campos

26 – Ilustre Músico e Cantor Orestes Gregório do Nascimento

27 – Ilustre Escritor e Pesquisador Emílio Antunes

28 – ADORMECIDO Ilustre Cineasta Cleunésio Antonio Prolo

29 – Ilustre Defensora Cultural Nilce Evangelista Martins da Silva Campos

30 – Ilustre Produtora Cultural do Siriri Domingas Eleonor da Silva

31 – Ilustre Musicista e Regente Maria Madalena Souza Pinto

32 – Ilustre Ativista Social e Maestro Jeferson Gonçalo Ribeiro

33 – Ilustre Produtora Cultural, Professora Natalice Soares da Silva

34 – Ilustre Produtor Cultural e Coreografo Luís Antônio de Oliveira Cunha

35 – Posse em fevereiro de 2023: Ilustre Produtor Musical e Cultural Carlos Ângelo da Cruz

36 – Posse em fevereiro de 2023: Ilustre Produtor Cultural, Luiz Antônio Machado Tolotti

37 – Aguardando escolha

38 – Aguardando escolha

39 – Aguardando escolha

40 – Aguardando escolha

ANIVERSÁRIO DE POCONÉ:

A Academia foi criada em 2011, na mesma data que se comemora o aniversário de Poconé: 21 de janeiro.

Poconé completa 242 anos, sendo seu aniversário de fundação em 21 de janeiro. Somente em 25 de outubro faz aniversário de emancipação. Uma diferença de 50 anos entre a Fundação e a Emancipação.

Poconé poderia se assim desejasse celebrar dois aniversários: aniversário de Fundação e aniversário de Criação (ou Emancipação).

Entenda melhor:

Poconé conta sua existência pelo fato e não pelo direito. Poconé foi fundada de fato em 1781; no entanto seu tempo de existência por direito (documentos emitido pelo governo) somente é calculada a partir da Lei que a criou em 1931.

Compartilhe.

Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados em jornais da Europa, Canadá e Estados Unidos. Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Entre obras já publicadas: A fé e o fuzil (A história de Doninha do Caeté); Boca da Noite (Ficção policial); Ei amigo (A história do Lambadão de Poconé).

Deixe uma resposta