A Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT) inicia amanhã (Quinta-feira; 01 de dezembro) as atividades do projeto Mato Grosso Criativo na Estrada, que promove ações de formação e intercâmbio cultural para artistas e empreendedores criativos do Estado.

A primeira cidade a receber a iniciativa será Chapada dos Guimarães e a programação inclui pesquisa diagnóstica sobre o empreendedorismo negro na região, e a palestra ‘Economia criativa e os objetivos do desenvolvimento sustentável’. O evento será das 8h às 18h, na Câmara Municipal.

O Mato Grosso Criativo na Estrada é um projeto da Secel que promove encontros, palestras, oficinas, mentorias e consultorias com temas relacionados à economia criativa. As atividades serão realizadas em dez municípios, até fevereiro de 2023.

Além de Chapada dos Guimarães, essa primeira etapa irá contemplar Cuiabá, Várzea Grande, Santo Antônio do Leverger, Barra do Garças, Rondonópolis, Vila Bela da Santíssima Trindade, Nossa Senhora do Livramento, Poconé e Cáceres.

Durante as visitas aos municípios, a Secel também irá executar a primeira fase do Programa de Desenvolvimento do Empreendedorismo Criativo Negro de Mato Grosso, um projeto aprovado em edital do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir), vinculado ao Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

O Programa de Desenvolvimento do Empreendedorismo Criativo Negro de Mato Grosso tem o objetivo de fortalecer os empreendedores criativos negros do estado. Para isso, a equipe irá realizar uma pesquisa de identificação desse público, bem como a infraestrutura utilizada e a gestão dos negócios. Outra frente será a oferta de formação no segmento da economia criativa e, ao fim, promover um festival de arte para exposição e comercialização dos produtos e serviços dos empreendedores.

Compartilhe.

Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados em jornais da Europa, Canadá e Estados Unidos. Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Entre obras já publicadas: A fé e o fuzil (A história de Doninha do Caeté); Boca da Noite (Ficção policial); Ei amigo (A história do Lambadão de Poconé).

Deixe uma resposta