Objetivo foi mobilizar localidades com maior risco para que sejam feitas ações como foco na população mais vulnerável

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), promoveu, na segunda-feira (26), encontro on-line com objetivo de preparar as Defesas Civis de estados e municípios para a onda de frio que se instalou no país desde ontem terça-feira (27).

Como foi previsto pelo Sistema Nacional de Meteorologia, foi alertado que a temperatura cairia no Rio Grande do Sul desde ontem terça-feira – podendo chegar à sensação térmica de 25ºC negativos nas regiões serranas.

A partir de hoje, quarta-feira (28), o frio deve chegar aos estados do Sudeste e, na quinta (29), ao Mato Grosso, ao sul de Goiás e ao sudoeste da Amazônia Legal.

A ideia é que as autoridades competentes adotem ações de preparação e procurem populações vulneráveis antes que elas busquem auxílio do poder público. Estão no foco, entre outros, indígenas, quilombolas, população de rua, imigrantes e viajantes de estados não afetados que possam chegar despreparados aos terminais rodoviários.

“O objetivo da reunião que realizamos ainda na segunda-feira foi levar orientações técnicas e mobilizar tanto os municípios de alto risco quando aqueles que tradicionalmente não têm recorrência deste tipo de frio a se mobilizarem”, destacou o secretário nacional de Proteção e Defesa Civil do MDR, coronel Alexandre Lucas. “É importante que as autoridades, em parceria com o terceiro setor, a imprensa e o setor privado, realizem ações especiais para proteger quem mais precisa”, completa.

Além dos coordenadores das defesas civis estaduais e municipais, também participaram do encontro representantes dos ministérios da Cidadania, da Saúde e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos no esforço de integração das forças públicas contra os efeitos da baixa temperatura.

Cuidados especiais

Segundo o meteorologista Tiago Molina, do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad), a população deve se manter abrigada e hidratada durante o período de frio. Também é necessário um cuidado especial com animais domésticos. “As recomendações da Defesa Civil são prestar atenção à população mais vulnerável, como idosos, crianças, enfermos e moradores de rua, além de abrigar animais domésticos nas noites mais frias, se agasalhar bem e beber bastante água”, detalha.

Walney Rosa

Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Antes disso em...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta