Cuiabá Underground ocorre neste sábado (14) com shows, exposições e feira gastronômica

Música, artes plásticas, literatura, gastronomia. Neste sábado (14.05), a partir das 17h, a Casa Cuiabana abre as portas para o Cuiabá Underground, evento que reúne artistas e produtores culturais de várias frentes de atuação. A entrada custa R$ 25 na portaria.

O primeiro encontro desde o início da pandemia contará com apresentações das bandas Tonelada, Dyng Order, Makaira e Introspecto, além de feira de variedades, exposições e praça de alimentação.

“A ideia é disseminar a cultura underground e mostrar que o underground abrange todas as artes, vai muito além da música. E a Casa Cuiabana é um centro cultural que sempre acolheu o underground cuiabano, desde os anos 90”, explica Aldivan Farias Assad, o Jacaré, um dos organizadores do evento.

O evento, que estava programado para ocorrer antes da chegada da pandemia, teve que ser adiado inúmeras vezes. O Cuiabá Underground tem o intuito de apresentar a arte underground para um público mais jovem, explica Jacaré.  

“Queremos atrair a atenção das novas gerações e apresentar o underground cuiabano. Por isso, começa cedo e termina cedo, não passará das 23h. É um bom momento para nos reunirmos e a Casa Cuiabana é o lugar certo. Nos intervalos dos shows teremos sorteios. Vamos sortear uma tatuagem do Beto Morales, uma diária, com almoço e direito a acompanhante, no Lago do Manso e uma mensalidade na Escola de Música Bateras Beat”, adianta.

A Casa Cuiabana está localizada na Avenida General Valle, 181, bairro Bandeirantes.

Walney Rosa
Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados em jornais da Europa, Canadá e Estados Unidos. Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Entre obras já publicadas: A fé e o fuzil (A história de Doninha do Caeté); Boca da Noite (Ficção policial); Ei amigo (A história do Lambadão de Poconé).

Deixe uma resposta Cancelar resposta