CÁCERES: Gefron, PM e PF apreendem 39 tabletes de cocaína avaliados em R$ 750 mil

Policiais militares do 7º Batalhão, com apoio do Grupo Especial de Fronteira (Gefron) e a Polícia Federal de Cáceres, apreenderam, na quarta-feira (09.11), 39 tabletes de de cocaína escondidos em um veículo na rodovia MT-246, entre os municípios de Barra do Bugres e Jangada. 

Na ação, dois homens, de 30 e 42 anos, foram presos por tráfico de ilícito de drogas. A carga, que está avaliada em R$ 750 mil, pesa aproximadamente 40 quilos. 

A Polícia Militar recebeu informações das equipes do Gefron e PF de que dois homens, em um veículo modelo Toyota Corolla, preto, estaria trafegando pela rodovia carregando entorpecentes. 

Por volta das 12 horas, os militares realizaram rondas no local e identificaram um carro com as mesmas características. Os policiais, então, realizaram abordagem dos ocupantes e em seguida, uma varredura veicular.

A equipe encontrou um compartimento escondido atrás do banco traseiro do veículo, contendo 26 tabletes de pasta base de cocaína. Foram encontrados ainda 13 tabletes dentro do airbag do carro. 

Os entorpecentes e os suspeitos foram conduzidos à delegacia para registro do boletim de ocorrência e demais providências que o caso requer.

Disque-denúncia  

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do 190, ou disque-denúncia 0800.065.3939.

Walney Rosa
Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados em jornais da Europa, Canadá e Estados Unidos. Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Entre obras já publicadas: A fé e o fuzil (A história de Doninha do Caeté); Boca da Noite (Ficção policial); Ei amigo (A história do Lambadão de Poconé).

Deixe uma resposta Cancelar resposta