Jovens de hoje talvez nem sabem que Poconé foi cantada pela Banda Skank na metade dos anos 90.

O Samba Poconé é o terceiro álbum da banda brasileira Skank lançado em em 1996 e se tornou o mais bem-sucedido comercialmente da banda, superando 1 milhão de cópias vendidas, mesmo que tivesse menos canções de sucesso que o predecessor Calango.

Na época a banda deixou de lado o projeto de dancehall brasileiro para experimentar elementos de rock, rockabily, rock latino e forró.

Passados 25 anos, os poconeanos; jornalista e produtor cultural Walney Rosa e o influencer em tecnologia digital Bendev Junior, tem planos para produzir um vídeo comemorativo da música “Samba Poconé”, em ritmo de lambadão (ritmo regional) e com a fotografia e elementos do pantanal em Poconé.

A proposta é pelo site Mato Grosso Total; “A musica é mais velha que eu, Samba Poconé completa 25 anos, enquanto eu tenho 23, será uma honra poder realizar esse projeto reapresentando esse sucesso para os mais jovens e revivendo a memoria dos que já conhecem a canção”, declara o influencer Bendev Junior.

A canção original “Samba Poconé” teve o título, aludindo à cidade de Poconé, no Mato Grosso, sendo escolhido por achar que representava o interior do Brasil e as misturas de referência musical que influenciavam a banda Skank na época.

A banda nunca esteve na cidade, no entanto em 2018 o PEC (Poconé Esporte Clube) retribuiu a homenagem dando uma camisa de presente quando o Skank tocou em Cuiabá.

De acordo com o vocalista Samuel Rosa o álbum “Samba Poconé”; “foi um aperfeiçoamento. Em termos estéticos e musicais, é um disco mais bem resolvido e ousado, que fugiu daquela cartilha do dancehall, a banda estava mais atrevida no estúdio”, declarou.

“Estamos tentando contactar a Banda, para ter a benção do Skank nesse projeto. Faremos uma homenagem a Poconé e a Banda Skank. Pretendemos buscar parceiros, entre eles o governo do estado pela Secretaria Estadual de Cultura, para patrocinar a proposta, bem como uma banda regional voluntária para ser a interprete da canção com o ritmo do lambadão com pitadas do rasqueado”, afirmou Walney Rosa.

Deixe um comentário

Deixe uma resposta