A Polícia Civil e equipes da Força Aérea Brasileira estão investigando as causas da queda de uma aeronave de pequeno porte ocorrida em Araguainha, a 471 km de Cuiabá. A principal
suspeita a ser averiguada é se o piloto fez manobras arriscadas, o que colocou a vida dos
passageiros em risco.

Por volta das 22h, o acidente ocorreu no sábado (10), conforme dados disponibilizados pelo painel do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). A aeronave partiu de uma fazenda a 1.500 metros ao sul da cidade de Araguainha, com objetivo de fazer um voo panorâmico.

Segundo o Cenipa, a bordo estava o piloto e dois passageiros. No momento do pouso, o piloto aplicou potência e tentou realizar uma nova decolagem, o que fez perder o controle da aeronave e provocado o acidente. O piloto e um passageiro tiveram lesões graves, e o outro, teve ferimentos leves.

Quando os socorristas do Corpo de Bombeiros chegaram ao local, as vítimas já haviam sido socorridas por testemunhas. Não há detalhes sobre o estado de saúde delas. A Delegacia da Polícia Civil de Alto Araguaia informou que vai esperar o relatório final do Cenipa para dar continuidade às investigações.

Uma equipe de investigadores do Sexto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa VI), de Brasília (DF), foram acionados para acompanhar e coletar dados no local, como preservação de indícios, verificação inicial de danos causados à aeronave e o levantamento de outras informações necessárias para esclarecer o caso.

O prazo para conclusão da investigação, ainda conforme a nota, é de que terá o menor prazo possível, a depender da complexidade da ocorrência e, ainda, da necessidade de descobrir possíveis fatores que contribuíram para a queda da aeronave.

Compartilhe.

Jornalista, produtor cultural e escritor. Walney de Souza Rosa (Vavá Rosa) presta assessoria e escreve para sites de Mato Grosso e de todo o Brasil. Seus artigos literários e culturais já foram publicados em jornais da Europa, Canadá e Estados Unidos. Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Entre obras já publicadas: A fé e o fuzil (A história de Doninha do Caeté); Boca da Noite (Ficção policial); Ei amigo (A história do Lambadão de Poconé).

Deixe uma resposta