A audiência pública realizada pela Assembleia, na tarde desta quinta (04), para debater a troca do modal do VLT para BRT em Cuiabá e Várzea Grande, foi proposta pelo deputado Valdir Barranco (PT) e teve intenção clara de defender o VLT.

O Governo do Estado classificou como “circo armado para defender o VLT” Em nota escreveu: “O Estado foi convidado para debater o tema de forma virtual, em convite oficial enviado pelo deputado Valdir Barranco, contudo, apenas a Prefeitura de Cuiabá e vereadores da Capital foram convocados para participar de forma presencial”, diz trecho da nota.

“O circo armado para defender o VLT deixou de fora também a Prefeitura e a Câmara de Várzea Grande”, completa a  manifestação do Palácio Paiaguás.

Durante a audiência pública para discutir sobre a mudança do VLT para BRT, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) pediu para o deputado estadual Valdir Barranco (PT) propor a criação de um plebiscito para decidir sobre o futuro do transporte público de Cuiabá e Várzea Grande.

“Se 8 deputados assinarem um plebiscito, o governo do Estado e o TRE são obrigados a colocar em Cuiabá, é como um pedido de CPI. Deputado barranco seja o autor dessa proposta, abrace essa proposta do Emanuelzinho”, disparou no plenário da Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (3).

Emanuel afirmou que desta forma o debate acerca do modal será democratizado e a população poderá escolher qual será o melhor para sua realidade.

“Vamos poder democratizar um debate, mostrar a população o que é o BRT e o VLT e deixar o povo que é o maior interessado nesse debate decidir. Deixa o povo decidir”, disse o prefeito de Cuiabá.

Walney Rosa

Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Antes disso em...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta