ANIVERSÁRIO DE 68 ANOS: Barão de Melgaço

O presente mais aguardado é a revitalização da orla do município, com investimentos de R$ 10,6 milhões, que está em fase de projeto e visa potencializar o turismo regional

O município de Barão de Melgaço (113 km ao sul de Cuiabá) completa 68 anos neste domingo (13.03) com um total R$ 37 milhões em investimentos do Governo de Mato Grosso em ações de infraestrutura, educação e assistência social. Entre as obras mais esperadas está a revitalização da orla turística, com R$ 10,6 milhões.

Essa é a primeira vez em cerca de 50 anos, desde que foi construída, que a orla recebe melhorias. O projeto da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), com recursos da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), visa a ampliação das calçadas, para se tornar “um calçadão”, também a implantação de bares e restaurantes e a construção de playground infantil.

Além disso, a orla contará com paisagismo e iluminação para garantir o uso do espaço no período noturno, rampa mecanizada e escadas contemplativas com acessibilidade. O projeto está na etapa de confecção do edital para publicar a licitação até o final deste mês. O objetivo do Governo é fomentar o turismo na região do Vale do Rio Cuiabá, que é portão de entrada para o Pantanal, gerando emprego e renda para a população.

São várias as obras importantes na infraestrutura no município, entre elas, diversas pontes de concreto. Com R$ 8 milhões previstos, estão na fase de contratação duas pontes na MT-050, sobre o Rio Piraim, trecho de Pirizal a Rio Cuiabá, entre Joselândia e Nossa Senhora do Livramento e outra no Rio Cuiabá, em Nossa Senhora do Livramento.

Estão contratadas, mas não iniciadas, a construção da ponte sobre o Rio Mutum, na MT-270, em Barão de Melgaço, com R$ 4,5 milhões em recursos, e da ponte de concreto sobre o Córrego Capoeirinha, na MT- 456, com outros R$ 2,3 milhões. Serão feitas obras de asfalto novo e calçadas na área urbana do município e no Distrito de São Pedro Joselândia, somando R$ 2,4 milhões em investimentos do Governo.

A Sinfra-MT ainda é responsável pela implantação do sistema de abastecimento de água no município, projeto pré-contratado, em que serão investidos R $3,5 milhões. Também estão previstas obras de manutenção e melhoria em todo o sistema, totalizando (com os dois investimentos) R $6,9 milhões. A Prefeitura contará com a aquisição de uma retroescavadeira, totalizando mais de R$ 430 mil.

Na Educação, Barão de Melgaço recebeu R$ 1,3 milhão em recursos para diversas ações (concluídas ou em andamento), como a aquisição de um micro-ônibus para o transporte escolar do município, com R$ 306 mil já contratado; compra de computadores para professores da rede estadual, totalizando R$ 206 mil; e a entrega de 570 conjuntos para alunos, com mais R$ 191,4 mil.

Várias melhorias foram feitas na Escola Estadual Coronel Antônio Paes de Barros, cujo novo prédio foi entregue à comunidade em 2020. Com investimentos em torno de R$ 440 mil, a unidade escolar contou com a aquisição de vários equipamentos e mobiliários: computadores e outros equipamentos de informática, aparelhos de ar-condicionado, armários, um parque infantil, serviços de manutenção predial e climatização, cadeiras fixas, estantes, conjuntos de biblioteca, cadeiras, armários etc.

Com ações voltadas ao social, o município foi contemplado com R$ 595 mil, para a entrega de 4 mil cestas básicas e 800 cobertores, entre 2020 e 2021, e o auxílio emergencial para 719 famílias, em 2021 e 2022. A Prefeitura ainda recebeu um veículo Strada ano passado, com recursos de R$ 71 mil da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf) e a cessão de uso de maquinários rodoviários, entre eles, uma motoniveladora; e R$ 95 mil de capital de giro para as empresas por meio do Fundo Geral do Turismo (Fungetur).

Turismo rural


Barão de Melgaço é um município pacato, com pouco mais de 8 mil habitantes, que mantém suas tradições vivas. As casas são em arquitetura colonial, construídas no século 19, que fazem recordar o passado em que concentrou uma das mais importantes regiões açucareiras do Brasil. É considerado o mais pantaneiro de todos, já que do total da sua área, apenas 2% é formado por terra firme, sendo que o restante é pantanal.

Já pensou em tomar um café da roça? Em Barão, o turista pode fazer várias programações de turismo rural, como cavalgada e caminhada pelas comunidades, inclusive, em uma das trilhas, pode-se conhecer a fábrica artesanal de farinha de mandioca. O município é cercado por belezas naturais: aves, pantanal e animais exóticos.

A natureza realmente é exuberante, com suas lendárias baías, corixos, trilhas e veredas usadas pelos vaqueiros e pescadores da região. Entre os locais mais famosos estão as baías de Chacororé, com 15 km de extensão (o dobro da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro), e de Siá Mariana. Nesses passeios, os turistas contam com guias capacitados e treinados para o atendimento. 


História


Os primeiros nomes foram Melgaço e Chacororé, como a lagoa que banha o município. Mas, o nome Barão de Melgaço faz referência ao título concedido ao almirante Augusto João Manoel Leverger, o Barão de Melgaço, militar e presidente da Província de Mato Grosso. Melgaço seria o nome de uma série de colinas à borda do Rio Cuiabá.

Já a primeira referência, segundo site oficial da prefeitura municipal, foi a criação da Paróquia de Melgaço, em 1897. Foi distrito de Santo Antônio do Rio Abaixo, atual Santo Antônio do Leverger, do qual se emancipou em dezembro de 1953, com instalação oficial em 13 de março do ano seguinte.

MT Total

Deixe uma resposta Cancelar resposta