Mais um investigado pela participação no roubo de 82 cabeças de gado ocorrido no mês de janeiro em uma fazenda em Poconé (104 km ao sul de Cuiabá) teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, neste sábado (08.05), na terceira fase da operação “Boi Brabo”. O suspeito era considerado foragido e foi localizado em um pesqueiro na região de Porto Cercado.

O mandado de prisão temporária contra o investigado, que é ex-funcionário da propriedade, foi expedido em meados do mês de março, quando durante as investigações, foi identificada a participação dele no roubo. Desde então, o suspeito não foi mais localizado.

Nesta semana, a equipe de investigadores da Delegacia de Poconé recebeu informações que o foragido estava escondido em um pesqueiro na região de Porto Cercado, de propriedade de uma amiga de sua mãe. Segundo as investigações, o suspeito estava cuidando do local, mas tinha planos de fugir para longe, dificultando a sua localização pela Polícia.

Com base na informação, os policiais de Poconé entraram em contato com a Delegacia Regional de Várzea Grande solicitando apoio para montagem de uma estória-cobertura, com o fim de dar cumprimento ao mandado de prisão contra o investigado.

O delegado de Poconé, Maurício Maciel Pereira Junior, explica que para ação ser bem sucedida era necessária a participação de policiais que não fossem conhecidos pelo suspeito, para que ele não empreendesse fuga mata adentro no momento da abordagem, sendo então montada uma equipe com policiais da 2ª e 3ª Delegacia de Polícia de Várzea Grande.

“A equipe simulou que foi passar o dia no pesqueiro, levando equipamentos de pesca, isopor e outros apetrechos, para esperar o melhor ocasião para dar cumprimento ao mandado de prisão, uma vez que a região não é conhecida por nós e diante de uma situação de fuga seria muito difícil localizar o procurado”, disse o delegado.

Outra equipe da Delegacia de Poconé acompanhou os policiais, aguardando do lado de fora do pesqueiro. Durante a ação no local, os policiais conseguiram localizar o foragido e dar efetivo cumprimento ao mandado de prisão temporária. O suspeito foi conduzido à Delegacia de Poconé para as providências cabíveis e posteriormente será colocado à disposição da Justiça.

Roubo e Investigações

O crime ocorreu no dia 05 de janeiro, em uma propriedade na zona rural de Nossa Senhora do Livramento (42 km ao sul de Cuiabá), quando funcionários e suas famílias foram rendidos e mantidos como reféns, trancados em um dos cômodos da sede da fazenda por aproximadamente 19 horas.

Do local foram roubados 82 cabeças de gado, cada uma avaliada em torno de R$ 2,5 mil,  localizadas e recuperadas pelos policiais civis e militares poucas horas depois do crime. Na ocasião, uma pessoa foi presa em flagrante delito.

No decorrer das diligências para esclarecimento do roubo, a Delegacia de Poconé ouviu várias testemunhas, vítimas, bem como foram colhidos indícios e diversos elementos de prova que possibilitaram a representação dos mandados e deflagração das três fases da operação.

Walney Rosa

Idealizador e Fundador em 21 de janeiro de 2011 da Academia Lítero-Cultural Pantaneira, que compõe escritores, poetas, músicos e defensores da cultura pantaneira (com sede em Poconé) Antes disso em...

Deixe um comentário

Deixe uma resposta