Conforme balanço da Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), do dia 10 de fevereiro de 2022, as compras com cartões de crédito, débito e pré-pago aumentaram mais de 33% no ano passado, sendo R$ 2,6 trilhões movimentados economicamente. Segundo a associação, o crescimento exponencial é uma tendência dos últimos anos, ficando ainda mais forte por conta da digitalização das transações econômicas e recuperação do consumo de bens e serviços no Brasil.

A Abecs estima, ainda, que os cartões passem a representar R$ 3 trilhões neste ano – sendo 60% proveniente do consumo das famílias. Além disso, o cartão de crédito foi a forma que mais apresentou valor de movimentação, com um aumento de 36,6%, comparado ao ano anterior. Na sequência, estão os cartões de débito, com, aproximadamente, 20%. Gastos de brasileiros no exterior ficaram estáveis em comparação a 2020, apresentando leve redução de 0,7%, somando mais de US$ 3 bilhões. Mesmo com a estabilidade, o último trimestre de 2021 apresentou crescimento nos números.

Também foi observado que os brasileiros permanecem utilizando cartões na internet com frequência, em aplicativos e demais tipos de compras que não são físicas, as quais mobilizaram quase R$ 570 bilhões no ano passado, ou seja, uma alta de quase 31%. Os pagamentos não presenciais, atualmente, representam 35% de todos os gastos feitos com cartões de crédito. Além disso, o uso do cartão por aproximação avançou 384% em 2021. A associação estima que, até o final deste ano, cerca de metade das transações será feita através desse meio.

Uso de cartões cresceu cerca de 22% na Black Friday de 2021

Ainda segundo a Abecs, compras com cartões de crédito, débito e pré-pago podem ter superado R$ 28 milhões na Black Friday de 2021 no Brasil, um avanço de cerca de 22% ante 2020. Os dados foram coletados entre 25 e 26 de novembro do ano passado. Além disso, no mesmo período, a utilização dos cartões na internet, aplicativos e outros tipos de compras que não são físicas cresceram, aproximadamente, 30%.

Pagamentos que são feitos a distância representam, atualmente, 35% dos gastos feitos com cartões de crédito. Na Black Friday, dentre os itens mais buscados estão os alimentos (20% dos gastos, em média), bem como produtos de higiene e beleza. Já produtos eletroeletrônicos ficam em um plano menor.

Carteiras digitais chegam a 45% dos consumidores no mundo e devem expandir

Segundo a edição de 2021 da pesquisa World Payments Report, da Capgemini, divulgada no dia 23 de novembro do ano passado, os pagamentos digitais avançaram em nível mundial com a pandemia da Covid-19 e devem se expandir nos próximos quatro anos.

Ainda conforme a pesquisa, 45% dos consumidores em todo o mundo usam carteiras digitais para realizar pagamentos (em 2020, foram 23%). Para amparar o crescimento futuro, são utilizados instrumentos novos, biometria e criptomoedas, por exemplo. Importante ressaltar que outras estratégias, como um divulgador de release, podem ser investidas para aumentar as vendas.