Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

Após 2 anos realizando o evento em formato remoto, a CAMARB realizou, com sucesso, a segunda fase de sua XIII Competição Brasileira de Arbitragem e Mediação Empresarial de modo presencial no IBMEC São Paulo, com resultados a serem comemorados por todo o setor jurídico e educacional do país.

A Competição ganhou destaque desde a divulgação do caso a ser estudado pelas equipes, que tratou do Direito do Agronegócio, aplicado a um Contrato de Parceria para plantação de eucaliptos e abordou complexas questões procedimentais relacionadas à arbitragem, como os limites da jurisdição do Tribunal Arbitral.

Essa edição da Competição foi dedicada à Profa. Selma Lemes e contou com o prestígio de renomados profissionais da comunidade arbitral, como João Bosco Lee, José Emilio Pinto Nunes, que participaram da cerimônia de abertura da primeira fase. Na segunda etapa, houve a participação de experientes profissionais nas rodadas eliminatórias da competição, como Thiago Marinho Nunes, Paula Costa e Silva e Rodrigo Tannuri atuaram que formaram o painel da final de Arbitragem e Diego Faleck, Juliana Loss, Leandro Rennó e Soraya Nunes que atuaram como avaliadores e mediadora da final de Mediação respectivamente.

Celebrando o sucesso da Competição, Flávia Bittar, Presidente da CAMARB, ressaltou os desafios em realizar a competição em formato híbrido, e grandiosidade da Competição   poder ter sido realizada em duas fases: “Essa 13ª edição nos desafiou muito em razão da volta das atividades presenciais, pois decidimos realizá-la em formato híbrido e em duas fases, um acontecimento inédito que nos permitiu alcançar 59 equipes, envolvendo aproximadamente mil jovens competidores, no total de competidores. A realização da segunda fase em modo presencial resgatou o poder da convivência e do networking entre estudantes e grandes profissionais das áreas de arbitragem e de mediação. Esses dois dias em São Paulo trouxeram à memória toda a energia e vibração positivas do evento presencial, o que nos faz pensar sobre o formato da próxima Competição. O momento, agora, é de reflexão sobre os aprendizados que tivemos nesta edição, para que possamos melhorar a cada ano.”

Destaque para as equipes campeãs:

Em relação às equipes, iremos apenas com as equipes campeãs, assim:

Mediação:

1º Lugar:  Equipe 303 – USP

2º Lugar: Equipe 306 – USP Ribeirão Preto

3º Lugar: Equipes 301 – FGV Direito Rio e 316 – UFES

Arbitragem

1º Lugar: Equipe 113 – UFRGS

2º Lugar: Equipe 108 – UNISINOS

3º Lugar: Equipes 119 – UFC e 124 – UFMG

O plano para 2023 é manter o trabalho sério e de excelência desempenhado nos últimos 13 anos, sempre em busca de aprimorar a experiência dos competidores diante das novas tendências mundiais para competições jurídicas simuladas e desafios dos tempos modernos.

Compartilhe.

Comments are closed.