Em razão das grandes obras em andamento e das alterações nas regulamentações de construção civil no país, o Uruguai tem atraído grandes empresas do mundo todo. Países da América Latina têm investido cada vez mais para concretizar importantes negócios no país. A Viapol, referência nacional no desenvolvimento de soluções completas e eficazes para construção civil, é uma das empresas que têm exportado produtos para a construção civil. Atualmente, o país é o principal cliente internacional da empresa.

A Viapol apresenta crescimento em exportações em vários países da América Latina, mas o Uruguai é um dos mercados com importantes parceiros comerciais permitindo entrar em grandes obras com produtos e tecnologias exclusivas da marca. O setor de construção civil do Uruguai tem contado cada vez mais com soluções da Viapol. Exemplo disso é a Impermeabilização da Trump Tower com Torodin e Vitlastic BC. Somente nessas obras foram 21.250m² de manta e 9.300Kg de Asfalto. Além disso, a Viapol participa da obra do Heliponto da Trump Tower com Vulkem, um impermeabilizante à base de poliuretano de alta performance que já garante acabamento. Ainda no último ano fiscal, a Viapol marcou presença na fábrica da UPM impermeabilizante 40.000m impermeabilizando 40.000m² com as mantas Torodin e 18.000m² com a Premium Ardosiada. Outras importantes obras como a expansão do Porto de Montevidéu também contaram com soluções da Viapol.

A gerente de contas da Viapol, Laura Maria de Oliveira, explica que a empresa tem exportado outros produtos de qualidade para fazerem parte das obras nos países vizinhos, como aditivos e fibras para concreto, tecnologia de fibra de carbono para reforço estrutural e mantas asfálticas. Além dos produtos, um diferencial da Viapol, é a consultoria técnica e prestação de serviços, para que os itens comprados sejam utilizados da melhor forma possível, visando sustentabilidade, durabilidade e economia. 

“Temos cada vez mais conseguido viabilizar importantes negócios no Uruguai. Recentemente tivemos o fornecimento de aditivo plastificante para a obra da UPM – levando ao país 60 toneladas do produto. A nossa empresa registrou um crescimento de 74% nas exportações para o Uruguai comparado ao mesmo período do ano fiscal anterior”, afirma Laura.