De acordo com informações publicadas pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), no dia 6 de janeiro deste ano, pelo segundo ano seguido, o Brasil comercializou menos de 2 milhões de veículos 0 km. Segundo a federação, o número de emplacamentos foi de 1.974.431 veículos no ano passado. Na comparação com o mesmo período de 2020, a alta não é grande – apenas 1,21%, considerando automóveis e comerciais leves – sendo vendidos pouco mais de 1.950.000 unidades.

Já em relação aos veículos pesados, os caminhões tiveram um crescimento de 42,8% nas comercializações, indo para 127.357 unidades vendidas. Em relação aos emplacamentos de ônibus, a queda foi de 2,49% em 2021, indo para 17.766 unidades. Em relação às marcas, as que mais sofreram em relação à produção foram o Onix, Onix Plus e Tracker. A Chevrolet, por sua vez, deixou a liderança, cujo lugar passou a ser da Fiat. A Strada foi o modelo mais comercializado no Brasil.

Marcas que mais vendem no Brasil

A pesquisa ainda apresentou um ranking das marcas que mais venderam veículos no Brasil em 2021, dentre as quais estão: a Fiat, com 431.05; Volkswagen, 302.270; Chevrolet, 242.108; Hyundai, 184.284; Toyota, 172.945; Jeep, 148.763; Renault, 127.592; Honda, 81.446; Nissan, 64.929 e Caoa Chery, 39.747, compondo as 10 primeiras colocações.

Gol, Uno e Palio são os carros usados mais procurados pelos brasileiros

Ainda segundo a Fenabrave, em 2021, os modelos Gol, Uno e Palio foram os carros usados mais vendidos no Brasil, com levantamento realizado no começo daquele ano. No ano passado, 11,2 unidades de carros usados foram vendidos – número seis vezes acima, ante a venda dos modelos novos.

Na comparação com 2020, o crescimento na venda de carros usados foi de 18,1%. Em relação às motos, aos caminhões e aos ônibus, quando incluídos, as vendas ultrapassam a casa dos 15 milhões. A pesquisa apontou que a comercialização dos “usados maduros” (entre nove e 12 anos de utilização) e “velhinhos” (13 anos de fabricação) evoluiu mais do que as outras faixas.

Valor do carro novo aumenta quase 20% em um ano

Segundo o Monitor de Variação de Preços da KBB Brasil, empresa especialista em pesquisa de preços de veículos novos e usados, a inflação no segmento automotivo, em 2021, foi uma das mais elevadas, alcançando 9% para veículos novos no acumulado até o mês de dezembro. Quanto aos modelos novos de 2022, o valor dos preços chegou a 18,4%. Em relação aos seminovos, no mesmo período, o índice foi de 22%, dentre os veículos que possuem de quatro a 10 anos de uso.