O mercado de automação digital via RPA chegará aos 22 bilhões de dólares até o ano de 2025. Ao menos, é o que indica recente relatório do grupo Forrester Research, que analisou o mercado de ferramentas de software de RPA e o impacto da pandemia nesse setor.

Em 2021, a tecnologia movimentou cifras em torno dos 13,9 bilhões de dólares. Dessa forma, prevê-se um crescimento de cerca de 63% até o ano de 2025. Ainda, o relatório indica que, em 2022, 5% das empresas da lista Fortune 500 adotarão soluções de tecnologia de automação para a transformação empresarial.

A pesquisa também indica que, à medida que a adoção da tecnologia RPA se torna comum, a introdução de Inteligência Artificial como forma de alavancar a adoção da automação digital passa a fazer parte da realidade dos fluxos de trabalho empresariais.

O relatório da Forrester estima que 60% do dinheiro virá da adição de novos fluxos de trabalho de automação às pilhas já atuantes de processos. O restante será de consultoria e suporte para as instalações existentes. O relatório indica que ferramentas como chatbots, Reconhecimento Ótico de Caracteres (OCR) e sistemas de gestão de clientes se integrarão às soluções de RPA.

Grande parte do mercado também permanecerá focado no “back office”, ou seja, tarefas feitas internamente para manutenção de registros. No entanto, a pesquisa feita pela Forrester vê algum crescimento chegando no “front office” à medida que as empresas integram as ferramentas de automação com os sites abertos visitados pelos clientes. Haverá mais carregamento de documentação à medida que os consumidores alimentam as máquinas de RPA diretamente. 

De acordo com a pesquisa, os setores que mais investirão na tecnologia são os de serviços financeiros, setor de serviços públicos e saúde, por possuírem muitos processos que envolvem papéis e trabalhos manuais, como arquivamentos e preenchimento de planilhas. Esses três grupos podem representar 41% da receita gerada de RPA.

O Head de Marketing da ElectroNeek Robotics Inc, Thiago Carlucci, vê o cenário como promissor para pequenas e médias empresas. “Esse aumento da demanda por automação digital via RPA trás um outro fator importante: a popularização da tecnologia, que passa a se tornar acessível para empresas de menor porte. Antigamente, apenas grandes enterprises podiam implementar soluções de RPA, pois eram caras e exigiam equipes de TI especializadas para operar. Hoje em dia, é possível encontrar soluções de RPA-as-a-Service, que é muito mais amigável para o consumidor final, pois este passa a pagar menos para ter o mesmo tipo de ferramenta”.