O mundo moderno está passando por um acelerado processo de digitalização, ao mesmo tempo em que necessita de um atendimento cada vez mais humanizado. E, se tratando de qualidade do atendimento no ramo funerário, este termo está diretamente ligado aos serviços oferecidos, que incluem as instalações da empresa, tanto quanto os seus equipamentos, segundo pesquisa de Avaliação da Qualidade nos Serviços Funerários, divulgado pela ENCITEC. “Especialmente quando se trabalha com temas sensíveis como a perda de entes queridos e com pessoas em circunstâncias vulneráveis, o que se procura é um atendimento humano, mas ao mesmo tempo eficiente e prático”, disse Márcio Rogério Müller, CEO da Novacorp Tecnologia, empresa que também fornece sistema de gestão inteligente para empresas do setor funerário.

De acordo com o CEO, Márcio Müller, é importante respeitar esse momento de dor, mas as pessoas também devem tomar uma série de decisões enquanto ainda estão enlutadas e emotivas. Por isso o software pode auxiliar as funerárias com soluções práticas na administração, possibilitando mais tempo de dedicação da equipe com um atendimento mais acolhedor.

Prática e moderna

Softwares são desenvolvidos para ser prático de usar e ágil na automatização dos processos de gerenciamento, para o controle total da funerária. “Não é preciso investir em equipamentos para possuir uma gestão inteligente, pois softwares são implantados em equipamentos já existentes, mas podem contar com armazenamento em nuvem, com 100% de segurança”, afirma Márcio.

Algumas soluções inteligentes que estão sendo utilizadas em serviços administrativos e financeiros de funerárias são o controle de funerais realizados, com organização de contratos, valores e demais documentos, entre outras.

A morte passou a ser um tema acompanhado mais de perto pelo brasileiro, quando começou a buscar informação sobre o número de óbitos em decorrência da Covid-19 e, de acordo com os últimos dados divulgados pela Abredif — Associação Brasileira de Empresas e Diretores do Setor Funerário, em outubro de 2021, o mercado funerário cresceu 30%, em relação a março de 2020. “É diante deste cenário que, cada vez mais as funerárias estão voltando-se para o mundo digital e mais moderno e prático, ao mesmo tempo que possibilita ser mais humano”, conclui Márcio da Novacorp Tecnologia.