Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

A saúde mental é atualmente uma das maiores preocupações da sociedade e ocupa o segundo lugar entre os problemas de saúde, superando até mesmo o câncer. E 58% da população mundial diz que pensa frequentemente em seu bem-estar mental. De acordo com o Ipsos Global Health Service Monitor 2022, a saúde mental já ocupa o segundo lugar entre as preocupações de saúde global (+5 pontos desde o ano passado), atrás apenas do coronavírus. No relatório ‘A saúde mental como propósito de marca’ elaborado pela LLYC, consultoria global de comunicação, marketing digital e relações públicas foram analisados quatro aspectos relacionados ao assunto que ajudaram diferentes marcas a se relacionarem com seus públicos a partir de sua própria essência. 

Em uma sociedade em que os consumidores exigem cada vez mais que as marcas sejam agentes de mudança e contribuam para o bem-estar das pessoas, este tema ganha cada vez mais destaque na comunicação e muitas empresas estão integrando-o ao seu propósito. Por isso, é fundamental que cada marca encontre o aspecto que lhe permita criar uma abordagem exclusiva e diferencial, que a torne relevante e, acima de tudo, a legitime e apresente um discurso totalmente confiável e valioso para o público.

Em um contexto em que definir o propósito de uma marca é essencial para criar conexões exclusivas e desenvolver relacionamentos mais emocionais com seu público, muitas marcas devem considerar o potencial da saúde mental como uma área de comunicação. “A saúde mental é relevante e abrangente. É importante abordá-la sob um ângulo que permita mostrar uma visão absolutamente exclusiva e de acordo com a personalidade da nossa marca, de modo que nos permita até mesmo surpreender o nosso público”, ressalta Giuliana Gregori, diretora de healthcare e advocacy da LLYC Brasil.

Segundo o relatório,  a saúde mental é um tema de relevância tanto hoje quanto no futuro. Em uma sociedade em que os consumidores exigem cada vez mais que as marcas sejam agentes de mudança e contribuam para o bem estar dos indivíduos, este tema está em destaque na comunicação. Inclusive, muitas marcas já fizeram dele seu propósito.

Compartilhe.

Comments are closed.