Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

Retenção de líquidos é um problema que pode ser evitado com mudanças simples de hábitos na maioria dos casos. São pequenas medidas, que ajudam a acabar com as incômodas marcas de roupa pelo corpo, sapatos, meias ou calças, e às vezes podem indicar até problemas maiores.

A retenção acontece quando os mecanismos que mantêm o equilíbrio de água são afetados, o que pode ocorrer por causa do excesso de consumo de sódio, de produtos industrializados e de álcool, sedentarismo e ficar sentado por muito tempo. A variação na pressão sanguínea do local, as reações inflamatórias e pouca quantidade de proteína no sangue, além de remédios que alteram a permeabilidade, são outros agentes causadores.

“A retenção é o acúmulo de líquidos de dentro dos tecidos, causando inchaços (edemas) nos pés, nos tornozelos, nas pernas, na barriga e até no rosto e no pescoço. É por isso que algumas pessoas sentem que engordam: de fato, há um acúmulo de água que causa aumento de peso”, explica Mônica Marques, diretora técnica da Cia Athletica.

Por outro lado, a identificação, que costuma ser facilmente notada pelo inchaço corporal, e as medidas para resolução são bem simples. “Para beber a quantidade de água ideal para seu organismo, você deve fazer o seguinte cálculo: 35 mL por quilo. Dessa forma, os rins funcionam corretamente, assim como as células, e o organismo consegue manter os níveis de sódio sob controle”, destaca Mônica.

A especialista aponta ainda outras dicas que contribuem para evitar este incômodo. “Cuidar bem da alimentação, comendo muitas frutas e legumes e evitando colocar muito sal e reduzindo o número de processados, é um passo determinante e consultar um profissional da área de nutrição pode ajudar. Realizar alongamentos durante o dia também estimulam a circulação sanguínea e o fluxo de líquidos pelo corpo. Agora, a atividade física é a principal aliada. A contração de diversos músculos conduz o excesso de líquido para fora das células, que é eliminado na forma de urina, além de estimular a circulação sanguínea, acabando com a retenção de forma rápida, benéfica e saudável”, indica Mônica.

Consumir chás para a retenção de líquido, fazer uma drenagem linfática e até mesmo usar remédios diuréticos são outros fatores que contribuem para amenizar a retenção. “O uso de medicamentos deve acontecer somente se prescrito por um médico, pois a recomendação pode variar de acordo com a quantidade de líquido que seu corpo está retendo e sua causa”, aponta Mônica.

Mulheres são mais atingidas

A retenção de líquido é mais recorrente nas mulheres do que nos homens. Além de todas as causas acima, alterações hormonais, seja no período pré-menstrual, na menopausa ou na gravidez também impactam na retenção em mulheres.

Além disso, elas ainda podem causar celulites nas regiões que possuem mais inchaço. “Em grande parte dos casos, isso tem causa direta na alimentação e no consumo de água”, explica Mônica.

Compartilhe.

Comments are closed.