Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

Metaverso, serviços na nuvem e superapps, que reúnem vários serviços em só um aplicativo, são algumas das tendências estratégicas de tecnologia para 2023 apontadas pela consultoria Gartner. No setor financeiro, plataformas que centralizam informações e automatizam processos podem facilitar e encurtar atividades manuais repetitivas. 

Responsável por administrar os recursos de uma empresa, o departamento financeiro exerce diversas atribuições como a realização de pagamentos, gestão de impostos, fluxo de caixa e reembolso de colaboradores. A tecnologia pode modernizar tais atividades e exemplo disso são as criptomoedas, que além de serem aplicadas como investimento, também são usadas em pagamentos, transferências bancárias, compras online e outras operações financeiras, ainda que seja necessário aguardar a regulamentação oficial que garante a segurança para tais transações no Brasil. 

As tarefas operacionais como faturamento, cobrança e pagamentos também podem se beneficiar da automação de serviços por meio de tecnologias como inteligência artificial, robótica e machine learning. Já a automatização na gestão de riscos extrai e processa uma grande quantidade de dados para realizar análises, mapear riscos financeiros e até mesmo evitá-los.

Para André Apollaro, CEO da PayFy, os processos manuais dentro do departamento financeiro estão abrindo espaço para softwares que mecanizam sistemas. “Automação de contas a pagar, contas a receber, gestão dos gastos corporativos (cartões, reembolsos)” são exemplos citados por Apollaro como tendências para o setor.

Equipes financeiras precisam lidar com uma grande quantidade de transações mensais e, de acordo com o especialista, a automação contribui para obter o controle de gastos e visibilidade orçamentária nas empresas e aumentar a produtividade dos funcionários -, canalizando esforços para áreas que demandam mais habilidades cognitivas. 

“Colaboradores poderiam estar desempenhando papéis mais estratégicos do negócio ao invés de realizar atividades manuais repetitivas que não geram grande valor”, reforça Apollaro. 

Uma vez que se aplicam ferramentas modernas de software, a equipe financeira “pode se concentrar em atividades relevantes e deixar que o software gerencie e gere insights sobre os comportamentos de gastos da empresa e/ou equipe”, conclui o CEO da PayFy. 

Compartilhe.

Comments are closed.