Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

O portal SíndicoNet, plataforma para condomínios, síndicos e administradores de condomínios no Brasil, realizou, no último ano, um censo do mercado condominial com mais de 5 mil pessoas em todo o Brasil. Essa pesquisa revelou o perfil dos condomínios e síndicos, além das tendências do universo condominial no Brasil para os próximos anos. 

De acordo com o censo, o número de condomínios com síndicos profissionais triplicou nos últimos 8 anos, além da procura por profissionais qualificados e com maior tempo de mercado também, na qual a maior parte dos síndicos possui mais de 4 anos na profissão. 

O aumento da procura por síndicos profissionais pelos condomínios é visto como algo positivo pelas administradoras de condomínios, mostrou o SíndicoNet, dado que é apoiado pelo Gerente de Relacionamento da área de Condomínios da Auxiliadora Predial, Rodrigo Tirello.

“A procura de profissionais qualificados para administração de condomínios é uma realidade presente há anos em nosso ramo e teve um forte impulso nos anos de pandemia. A sinergia com esse profissional amplia a qualidade dos serviços prestados e agiliza o atendimento das demandas”, explica.

 

A atualização constante dos profissionais

Com o aumento das demandas nos condomínios chegando a triplicar na percepção de parte dos entrevistados pelo censo SíndicoNet, a profissionalização e constante atualização dos síndicos, tanto moradores quanto profissionais, conforme indica a pesquisa, se tornam uma realidade, já que apenas 11,7% dos síndicos moradores respondentes consideram a atividade de síndico “compensadora ou satisfatória”, o que evidencia a complexidade do exercício e a profissionalização como alternativa.

A Auxiliadora Predial reitera o ponto diante da administração de condomínios no estado do Rio Grande do Sul e na cidade de São Paulo. “A relação de moradia em condomínios mudou bastante durante a pandemia, bem como a regulamentação sobre o setor nos últimos dois anos, o que demandou que estes profissionais buscassem uma rápida adaptação. A qualificação é cada vez mais necessária”, comenta Cahue Schiavetti, Gerente de Contas na Auxiliadora Predial.

Compartilhe.

Comments are closed.