Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

A indústria do vinho sustentável é uma parte importante do mercado global de vinhos e provavelmente continuará a crescer nos próximos anos, à medida que os consumidores se tornarem mais conscientes dos impactos ambientais e sociais de suas decisões de compra, segundo o Wine Institute, https://wineinstitute.org/ associação comercial de vinhos da California. Por sua vez, muitas vinícolas estão adotando práticas sustentáveis em seus vinhedos e operações de vinificação, a fim de reduzir emissões de carbono e apoiar a saúde de suas terras a longo prazo, de acordo com a www.wineintelligence.com que cita uma série de iniciativas e organizações dedicadas a promover a produção de vinho sustentável e apoiar seus produtores.

Uma delas é o The Drink Business Green Awards, promovido anualmente pelo site britânico www.thedrinkbussines.com  em uma cerimônia em Londres para distinguir as vinícolas que se sobressaem e mais atendem à pauta sustentável. Na décima terceira edição, realizada no início da semana passada na capital britânica, a vinícola chilena Concha Y Toro conquistou o prêmio Amorim Biodiversidade, que reconhece a importância e o impacto do cuidado constante da biodiversidade e do meio ambiente. A Concha y Toro, segundo a The Drink Business, vem mantendo em constante atividade sua estratégia de sustentabilidade pautada no alcance de práticas regenerativas com objetivo de devolver à terra e à comunidade mais do que elas lhe concedem. A vinícola concorreu com outras 6 candidatas, como Symington Family Estates, Terrazas de los Andes, Château La Lagune, Château Galoupet e Bodegas Argento.

Na pauta Biodiversidade, destacaram-se as iniciativas da vinícola chilena em práticas regenerativas de solo, flora e fauna, que incorporam a proteção e reprodução da mata nativa, além da participação ativa da companhia chilena no E-Bio Atlas –  uma parceria entre a NatureMetrics e a IUCN para criar um atlas global da vida nas bacias hidrográficas e zonas úmidas do mundo usando tecnologia de ponta. 

Com mais de 135 anos de história, a Viña Concha y Toro atualmente está em mais de 130 países. Sediada em Santiago do Chile, possui 12.313 hectares de vinhedos plantados nos melhores vales vitivinícolas do Chile, Argentina e Estados Unidos. Em 2021, tornou-se uma Certified B Corporation, selo concedido para as empresas comprovadamente comprometidas com a agenda ESG. No Brasil, a VCT, filial e distribuidora do Grupo Concha y Toro, representa no país todos os produtos das vinícolas Concha y Toro, Trivento e Bonterra.

Já a Bonterra Organic States, na California foi reconhecida como Empresa Verde do Ano, o que reflete suas conquistas na agenda ambiental, entre as quais destaca-se a Certificação Orgânica Regenerativa (ROC™)  obtida para todos os seus vinhedos e vinícolas no Condado de Mendocino, Califórnia, em dezembro de 2021. Esta certificação é concedida às indústrias de alimentos e bebidas, e garante aos compradores o compromisso de fazendas e produtos certificados em linha com os padrões ambientais de baixo ou zero impacto. A Bonterra competiu com as companhias Ridgeview Wine Estate, EWGA Wines, Avignonesi, Gonzalez Byass e Hammer & Son.

Dados da Consultoria Ideal https://idealbi.com.br  indicam que há uma demanda crescente por vinhos produzidos de forma sustentável por parte dos consumidores e da indústria de restaurantes e hospitalidade.  Em resposta a essa demanda, muitas regiões produtoras de vinho estabeleceram programas de certificação para verificar se os vinhos são produzidos com práticas sustentáveis. Esses programas geralmente incluem diretrizes rígidas para o gerenciamento de vinhedos, uso de energia e água e redução de resíduos. Isso pode incluir técnicas como o uso de métodos naturais de controle de pragas, conservação dos recursos hídricos e minimização do uso de produtos químicos sintéticos.

“A viticultura sustentável é uma abordagem que visa criar um ecossistema vitícola saudável e próspero. Trata-se de compreender como os vários elementos de uma vinha interagem entre si e como gerir essas interações de forma a beneficiar o ambiente, a videira e o vinho”, diz Rick Tickner, Chairman do Wine Institute, associação comercial de vinícolas da Califórnia.

A gerente de sustentabilidade da Sonoma County Winegrowers, Carissa Chappell, por sua vez, pontua que viticultura sustentável é encontrar um equilíbrio entre viabilidade econômica, responsabilidade social e saúde ambiental. “É criar uma vinícola lucrativa e competitiva, mas também sensível às necessidades da terra e das pessoas que trabalham nela”.

Compartilhe.

Comments are closed.