Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

O ano de 2022 já está chegando ao fim, e assim, como o habitual, o setor de tecnologia começa a projetar as tendências para o próximo ano. Recentemente, o Gartner anunciou sua lista das 10 principais tendências tecnológicas que as organizações explorarão em 2023, os analistas da companhia apresentaram suas descobertas durante o Gartner IT Symposium/Xpo. Entre os 10 itens listados pela empresa que é referência em consultoria tecnológica, as plataformas de nuvem ganham destaque. 

Diante disso, é importante que as empresas entendam o quanto essa solução se tornou imprescindível para a manutenção operacional dos seus negócios, além de permitirem a viabilização de processos de forma mais rápida e segura, sobretudo, após o período de aceleração digital impulsionada nos dois últimos anos.   

Entre as principais tendências para o próximo ano, o conceito de everything as a service também ganha destaque. A expectativa é que as pessoas e empresas passem cada vez mais a terceirizar suas necessidades e, com isso, o uso das plataformas em nuvem também deve ser impulsionado. A expectativa, ainda de acordo com o Gartner, é que mais de 50% das empresas passem a utilizar esse serviço para acelerar suas iniciativas de negócios. 

“Especialmente nos últimos dois anos, a Arklok registrou essa alta na demanda de soluções as a service, incluindo os serviços de nuvem. Afinal, essa tecnologia garante maior agilidade, inovação, otimização do tempo de produção e armazenamento de dados”, ressalta Renan Torres, vice-presidente da Arklok.  

Graças à nuvem, por exemplo, os usuários podem acessar os mesmos arquivos e aplicações em praticamente qualquer dispositivo, porque a computação e o armazenamento ocorrem em servidores presentes em um data center, em vez de fisicamente no dispositivo do usuário. Já as plataformas hospedadas em nuvem podem ser uma solução mais segura, econômica e eficiente para as empresas. 

“De forma prática, as plataformas de nuvem oferecem uma combinação de Software como Serviço (SaaS), Plataforma como Serviço (PaaS) e Infraestrutura como Serviço (IaaS), fornecendo conjuntos de recursos modulares específicos do setor para dar suporte a diversos tipos de uso para diferentes negócios. É uma tecnológica bastante produtiva, sobretudo, se for terceirizada’’, explica Renan. 

Para o mercado B2C, a nuvem garante que os consumidores possam utilizar diferentes equipamentos e acessar os mesmos arquivos, sem depender do armazenamento do aparelho. Já para o mercado B2B, além da praticidade de acesso aos dados, o uso do armazenamento e operação em nuvem garante também bastante economia. 

Isso acontece porque esses negócios deixam de atualizar e cuidar de seus próprios servidores. Dessa forma, o fornecedor da nuvem que eles estão usando fará todo o trabalho. O efeito é ainda maior para pequenas empresas, já que seu capital de giro tende a ser menor e os investimentos mais conservadores. Com isso, terceirizar essa solução pode ser uma solução bastante produtiva.  

Para o próximo ano, a tendência é que as companhias despertem cada vez para a necessidade de incluir cada vez mais soluções tecnológicas ao dia a dia empresarial. Diante disso, é necessário manter-se atualizado.  

“Com o mercado aquecido e aberto para as novas tecnologias, cabe aos empresários manterem o  radar sempre ligado, a fim de priorizar o uso de ferramentas de TI a favor dos negócios, de  forma que seja possível otimizar os  processos e injetar os investimentos e lucros onde de fato seja produtivo para todo o corpo organizacional. Para o próximo ano, a expectativa é encontrar um mercado ainda mais aberto para as facilidades que a tecnologia é capaz de proporcionar”, finaliza o vice-presidente da Arklok.   

 

 

 

Compartilhe.

Comments are closed.