Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

Os pagamentos com Pix estão se tornando cada vez mais populares no Brasil. De acordo com um levantamento feito pelo Asaas (conta digital para empresas e especialista em soluções de cobranças) e divulgado em conjunto com a HostGator (empresa multinacional que atua no mercado de hospedagens e domínios), entre seus clientes houve um aumento de 81% nessas transações entre 2021 e 2022.

Falando apenas das transações feitas com Pix utilizando links de pagamento do Asaas, foram realizados 600.055 pagamentos em 2021, com um salto para 1.090.008 negociações finalizadas dessa maneira em 2022.

“Desde sua criação, o Pix teve uma aceitação muito positiva pelos brasileiros. Ele nasceu para ser um meio de pagamento bastante amplo e descomplicado e cresceu de forma muito importante desde sua criação. O boleto demora de um a dois dias para chegar e o cartão até 30 dias, já o Pix passou a ser instantâneo no recebimento para o vendedor”, comentou Diego Contezini, CEO do Asaas.

“As transações por Pix certamente oferecem mais versatilidade para o vendedor, especialmente para quem possui um e-commerce ou loja virtual pequena. Como é livre de taxas, o valor recebido na conta é integral, além de ser uma forma de pagamento segura e cada vez mais aceita pelos compradores”, completou Ricardo Melo, vice-presidente de marketing da HostGator.

Mais espaço para crescimento

A adoção do Pix pela população é crescente. Segundo dados do Banco Central, até novembro deste ano havia cerca de 537 milhões de chaves cadastradas. Além disso, ele foi mais adotado pelo público jovem, com aproximadamente 62% das transações realizadas por pessoas entre 20 e 39 anos.

Já sobre os cadastros, o número de pessoas físicas presentes nesse sistema é maior que o de pessoas jurídicas. Enquanto o primeiro grupo responde por mais de 512 milhões das chaves, o segundo fica com pouco mais de 24,5 milhões desses registros, de acordo com informações divulgadas pelo Banco Central até o último mês.

Outro ponto importante é que, desde a sua criação, já foram realizadas cerca de 2,6 bilhões de transações com chaves Pix, sejam elas entre pessoas físicas ou para efetivação de compra (por link de pagamento ou direto para um vendedor ou CNPJ).

“Com números como esses, temos a certeza de que o Pix passará rapidamente a casa de 3 bilhões de transações já no início de 2023, especialmente quando observamos que muitas pessoas vão utilizar essa modalidade para concluir suas compras de Natal e pagar algumas contas que normalmente surgem no começo do ano”, enfatiza Melo.

Compartilhe.

Comments are closed.