Warning: Attempt to read property "display_name" on bool in /home/matogrossototal.com/public_html/wp-content/plugins/wordpress-seo/src/generators/schema/article.php on line 52

Após mais de dois anos e meio de pandemia, os estudos sobre a Covid-19 têm avançado cada vez mais. É o caso dos pesquisadores da Foundation for the Detection of Covid-19 que desenvolveram um aplicativo para a detecção rápida do vírus por meio de inteligência artificial. A organização sem fins lucrativos assinou um contrato com a BARDA, a Autoridade de Pesquisa Avançada Biomédica e Desenvolvimento, uma agência governamental do Departamento de Saúde dos Estados Unidos. 

Este projeto visa pesquisar e desenvolver a detecção do Covid-19 por meio da tecnologia: a solução com patente pendente da Virufy coleta os dados de tosse e fala de um paciente e, em seguida, por meio de um algoritmo de inteligência, inteligência artificial e aprendizado de máquina, analisa rapidamente esses dados contra conjuntos de dados positivos e negativos de reação em cadeia da polimerase (PCR) Covid-19 para indicar possível infecção ativa por Covid-19. Os testes de PCR são universalmente reconhecidos como o padrão-ouro em diagnósticos moleculares e testes para Covid-19. 

O objetivo da tecnologia é fornecer a indivíduos, médicos, empregadores e governos informações antecipadas e acionáveis ​​sobre o Covid-19, a fim de fornecer resultados mais rápidos para capturar e prever eventos de saúde e reduzir a carga de recursos escassos, para que respostas e intervenções médicas oportunas possam ser melhor implantados. Após a fase de desenvolvimento e testes, a tecnologia será submetida à análise da Anvisa e, só após a aprovação, será disponibilizada para download/uso. 

“Somos profundamente gratos às centenas de voluntários e dezenas de empresas pro-bono que doaram seu tempo, criatividade, experiência e compaixão em apoio à nossa missão de bem público e ao generoso apoio da BARDA no financiamento do avanço do Virufy Covid. -19 por meio da tecnologia”, disse o CEO da empresa, Amil Khanzada.

Compartilhe.

Comments are closed.